quarta-feira, 11 de novembro de 2009

OLHOS PARA NOVAS CORES

Falta uma hora para o amanhecer, uma hora para escrever um poema.
Já escrevi muitos poemas antes, mas joguei todos fora pra escrever tudo de novo, sem maldade dessa vez.

Pretendo vencer clichês e padrões repetitivos, virar a vida ao avesso e surpreender a mim mesmo. Seria desperdício mais um poema sobre o amor?

Lá vem os primeiros raios de Sol, tenho 20 minutos para um inspirado clímax. Talvez deva abandonar a lucidez agora, não é preciso razão num poema. Qualquer pensamento se dissolve perante a eternidade.

É isso!
Desisto de permacener acordado, vou dormir e sonhar.
Quero olhos diferentes...
Olhos para novas cores.

9 comentários:

silvana'sblog disse...

Nunca é demais poemas de amor. E nunca é demais poemas.
obrigada sempre por escrever no meu blog que poucos perdem tempo em olhar, fico mesmo muito feliz com sua visita. Que sejam poucas, mas ótimas visitas, sempre!!!!!!

Vane Aguiar disse...

Sinceramente me senti muitas vezes como diz no poema!!

Abraços e um dia de muita luz para vc! Mestre em palavras...

Abraços

http://www.cabiveiseincabiveis.blogspot.com/

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Dia!
Gostei muito da sua postagem. Há sempre um motivo. Ontem, já hoje, estava quase dormindo e apagão. Acendi. Meus olhos se arregalaram. Morro de medo do escuro. Já viu uma coisa desta? Pois é. Importante é que sua postagem me deu motivação. Tenho ainda olhos de criança. Com eles posso criar e recriar. Meu post de hoje/ontem é A Bela Dama Sem Piedade. Hoje eu queria a sua visita.
Obrigada por mais esse colírio, já está chovendo nos meus olhos. Vou tomar 1 litro de água mineral e dormir.
Beijos
Renata

Wanderley Elian Lima disse...

Não Marcelo, nunca é desperdício escrever um poema sobre o amor. O amor é o centro de tudo com velhas ou com novas cores.
Bjs

angela disse...

Já os tem amigo. olhos para todas as cores.
beijos

Reino da Fantasia disse...

Quem sabe o poema te surja em sonhos...(rs)bjs

Kyria disse...

Todo dia é dia de um olhar diferente. Todo dia é dia de conhecer outras cores, de criar outras cores. Todo dia é dia de novidades. Todo dia é dia de olhar o conhecido e vê-lo de outra maneira.Todo dia é dia de ver as mesmas coisas do mesmo jeito. Toda hora é hora para um poema de amor. Amor a vida, amor ao diferente, amor ao igual, amor ao tradicional, amor ao amor.
Marcelo, adoro estes olhos vivos, espertos, observadores, atentos, gentis que veem em bando me espiar, espiar a todos, espiar a vida curiosamente. Abs

António Rosa disse...

Marcelo

Que bonito texto. Quando se ama. Nunca é um desperdício.

:)))

CARLA FABIANE... disse...

Somos semeadores conscientes
no campo da vida,
pois diariamente
espalhamos milhões de
sementes ao nosso redor.
Saibamos escolher
sempre as melhores,
para que, ao recebermos
a dádiva da
colheita farta,tenhamos
apenas motivos para agradecer“

Fica na Paz.
Que sua noite seja linda, de belos sonhos!
beijos
♥♥♥♥♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...