quinta-feira, 2 de julho de 2009

A Revolução da Física Quântica

Vamos comparar o antigo modelo da ciência com o novo modelo quântico, para enterdermos um pouco sobre a grande revolução que os paradigmas da ciência vêm sofrendo desde o início do século XX. Creio que num breve futuro o pensamento científico se encontrará com o pensamento religioso. Isso na verdade já está acontecendo: a Física Quântica já comprovou matematicamenta a existência de dimensões paralelas!

O ANTIGO MODELO DA CIÊNCIA “MODERNA”
O início da era da Ciência Moderna começou com Copérnico, Kepler, e sobretudo Galileu Galilei, culminando com Descartes e a fantástica síntese de Newton, cujo trabalho foi considerado por Einstein como “Talvez o maior avanço no pensamento, que um único indivíduo teve alguma vez o privilégio de realizar”.

O modelo de mundo que estruturou a sociedade durante mais de três séculos, foi o seguinte:
- Toda Ciência é conhecimento certo e evidente. Só se pode acreditar naquilo em que não existe dúvidas.
- O Universo é uma máquina, nada além de uma máquina, que funciona por leis mecânicas.
- A realidade é feita de “blocos” básicos de construção: os átomos.
- Mente e matéria são coisas separadas e completamente diferentes.
- Os organismos vivos, plantas, animais são também simples máquinas.
- O ser humano é diferente porque o corpo está habitado por uma alma racional. O corpo tem só operações mecânicas.
- O mundo é uma máquina perfeita, com um sistema mecânico que pode ser observado objetivamente independentemente do observador.
- O Universo, com a força da gravidade e as leis do movimento, é ordenado e previsível. É como um relógio que Deus um dia colocou em movimento.

O NOVO MODELO QUÂNTICO
No início do século houve uma revolução na Ciência, dando lugar à Ciência Quântica, que fez com que toda a estrutura científica anterior (que se considerava como intocável), se transformasse em mais um capítulo da Ciência ligado à matéria, mas que não serve para o mundo complexo em que nos encontramos.

É importante ressaltar alguns pontos deste novo modelo de mundo que nos tem trazido a Ciência Física com a teoria Quântica, do Caos e da Complexidade e que é o responsável pela nova tecnologia informatizada:
- O Universo é um pensamento macro em lugar de uma máquina macro.
- Nada é meramente objetivo, a consCiência tem um papel fundamental no universo físico.
- Tudo está interconectado. Não existe observador, há participante.
- Não há só o mundo físico. Participamos de um espectro no qual cabem todas as realidades possíveis.
- Somos participantes de um universo crescente, holístico e holográfico.
- O universo físico é afetado pela consCiência.
- Os elementos básicos não apresentam propriedades de objetos físicos; parecem ser entidades abstratas.
- Matéria , mente, consCiência são campos dentro de campos.
- A consCiência encontra o que quer encontrar. Encontra o que acredita que existe.
- Não observamos o mundo físico, o criamos.
- O único limite é aquele que acreditamos que temos.
- Todas as teorias científicas não são mais que aproximações da verdadeira natureza da realidade.
- Há uma íntima conexão entre sistemas diferentes que não estão em contato espacial. A essência da formulação quântica está contida na FUNÇÃO DE ONDA.

E o que diz a ‘função de onda’? É uma construção matemática que contém todas as informações sobre a ‘coisa’ que ela representa. Não diz como ela é, mas como pode ser. Contém todas as possibilidades de ‘ser’. Só quando observamos a ‘coisa’ é que ela se atualiza numa realidade única. Diz-se que a Função de Onda ‘colapsou’, ou seja, uma das muitas realidades que ela contém, emergiu.

A realidade Quântica é ambígua. Quando o observador interage, faz com que ela tome uma posição. Faz com que se defina. “Adivinha” a intenção do experimentador e responde como o experimentador deseja ou está esperando. Antes da observação existe a abstração matemática: uma Função de Onda. A possibilidade de ser. O ato da observação, do querer, faz a Função de Onda ‘colapsar’ e virar realidade. A realidade que o observador estava procurando.

“Acredito que em nossa vida consciente nós sejamos parteiros da realidade. Somos a ponte entre o domínio das potencialidades e o das atualidades. Através de nossa imaginação, entramos em contato com o mundo das potencialidades, e focalizando nosso pensamento (...), escolhemos uma das muitas possibilidades. A Física disso pode ser a seguinte: o ato de focar, concentrar-se em alguma coisa, faz a função de onda do pensamento ‘colapsar’. Transmuta muitas possibilidades numa só”.
Dahna Zomar, The Quantum Society

“O Mundo não existe independente do nosso ato da observação: o que está lá depende em parte do que a gente decide ver. A realidade é parcialmente criada por quem a está olhando.”
Heinz Pagels

Recomendo o documentário da BBC "Universos Paralelos" sobre as últimas descobertas da física quântica. Muito bom! Eu sou suspeito pra falar, pois adoro este tema.

7 comentários:

marcelo dalla disse...

Nenhum comentário ainda. Seria um tema muito complexo? Desinteressante? Vamos ver...

António Rosa, José disse...

Marcelo

Sim, é um tema complexo, mas que conseguiste explicar muito bem. É necessário explicar estes assuntos. Lembro-me da confusão que este tema me provocou quando surgiu. Os filmes ajudaram na compreensão. Também vários livros que li na altura. Até cheguei a publicar temas correlativos na minha editora, vindos do autor brasileiro Rodrigo Romo.

Outro assunto: já tens o meu voto no Top Blog. Teu blog está registado com o número 2192036. Força.

Abraço

marcelo dalla disse...

Valeu Antonio!!! Muitíssimo obrigado!!

Rita disse...

Oi, Marcelo! Sou a mesma Rita de ontem, da santa... Por coincidência (será que existe mesmo?) estou lendo o "Universo Cosnciente" do Prof. Amit Goswami que fala sobre tudo isso que vc relatou no seu post. Acho que temos que nos acostumar com a idéia dessas teorias quânticas, e logo, porque o mundo vai viver cada dia mais essa experiência "paralela". A Era do realismo materialista está chegando ao fim e acredito que os homens já não vão se contentar com poucas explicações. A física quântica oferece pra gente mais que suposições, mas estudo sério e embasado do que os místicos vivem e pregam há muitos anos.

Adorei o post!
Bjs,
Rita

marcelo dalla disse...

Que bom Rita!!! Nada acontece por acaso... Eu sou um grande defensor da idéia de que não existe separação entre religião e ciência. Por isso gosto tanto da física quântica. grande bjo

Zeca Maurício disse...

É, Marcelo. Confesso que ontem comecei a ler, (tarde da noite, é verdade) e não dei continuidade. Percebi a complexidade e passei para outros posts, comprometido a ler com calma (o que fiz hoje). É maravilhoso perceber que o mundo caminha para esta vertente: a gente cria (co-cria) a realidade que queremos experimentar. Muito bem escrito por você, para variar... Beijo grande.

Anônimo disse...

O que me troxue ao blog foi pesquisar sobre uma reportagem há tempos na Veja,onde uma senhora que não me lembro agora o nome colocava que para a Física Quântica o dia já não tinha mais 24 horas e sim 16 horas!Ainda não achei o que procuro entretanto encontrei esse texto magnífico que aguçou-me a curiosidade.
Temos ( a humanidade ou seja lá o que formos )que mudar nossa maneira de perceber o mundo,uma nova visão das coisas será providencial!Da maneira como está já não cabe mais !

Parabéns e abraços.
Carlos Monteiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...