sexta-feira, 12 de março de 2010

PLENITUDE MUSICAL


Bach devia mesmo ser uma pessoa iluminada, para compor músicas divinas como esta: Canon de Pachelbel em Ré Maior. Não me canso de ouvir. A versão que encontrei no youtube e que deixo aqui pra vocês está mais rápida e com vocais. A versão que escuto é mais lenta e sem vocais, me parece melhor. Mesmo assim, creio que irão concordar comigo - é uma música que nos transporta para um mundo de harmonia e perfeição.

É isso que desejo pra todos nós neste fim de semana. Que nos conectemos com o AMOR de dimensões superiores. Que nos sintamos plenos, completos, gratos, irradiantes e iluminados.
Um beijo no coração de todos!

7 comentários:

Cris disse...

arrepios múltiplos!!!! Merci!

Livinha disse...

Pura sintonia...
A gente se encaixa
em cada nota e sai de
cena...
Quando as ondas cá não
estão lá como boas companheira,
recorro a canções como estas,
Sara Brightman, Andrea Bocelli, Paul Muriat e por aí vai...
é uma calma que o lar invade e fico
a pisar nas nuvens... Os ânimos tbém curtem e a valsa acontece, lá vai ela, alma tranquila serena e pura orbitar nas passarelas das venturas...

Celito, obrigada pela resposta lá em casa, mais ainda penso em influências indiretas, algo do tipo reações... sei lá. Um dia eu me afino e te repasso direitinho o que penso de forma mais e melhor explicativa...

Lindo valsar em teu fim de semana,
beijos
Livinha

angela disse...

Linda musica e lindo post.
Um fim de semana feliz e iluminado.
beijos

Uber Expresso disse...

Muito obrigada por trazer algo belo aos meus ouvidos...Beijos e lindo dia para ti!!!

Alexandre Ferreira Gaspar disse...

Um beijo no coração.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Passando, apressadinha, só pra dizer que nunca me esqueço de você, meu amigo*
Bom Domingo, Marcelo!
Beijos*
Renata

António Rosa disse...

Belíssimo post. Ouço muito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...