domingo, 28 de março de 2010

FARMVILLE: UM JOGO INOCENTE?

Amigos, hoje tomei uma decisão: parar de jogar FARMVILLE (pra quem não conhece é um game do Facebook). Considero importante compartilhar minha experiência, pois serve para questionarmos a influência que estas tecnologias exercem sobre as pessoas.

O que no começo era um mero passatempo, acabou se tornando quase um vício, uma obsessão. E acabou me tomando tempo demais. Até tinha uma intenção simbólica ao jogar, tipo: “Prosperando nesse jogo, prospero também em minha vida”. Mas de uns tempos pra cá vinha questionando sobre o incrível poder de atração que esse game exerce, a ponto de algumas pessoas passarem o DIA INTEIRO jogando.

Cheguei a abandonar um pouco este blog, a adiar trabalhos e a passar madrugadas adentro mergulhado neste universo virtual. Pode? Não! Foi quando meu corpo começou a se queixar, com dores nos ombros e no pescoço.

Disfarçado de fazenda fofa e singela, com casinhas, árvores e animais, há algo sério. Conversando com um amigo, descobri que ele intuiu o mesmo que eu. Pode haver alguma sabotagem por trás de tudo isso. Algo como mensagens subliminares ou implante de chips: coisas que quem estuda sobre as influências negativas que sofremos sabe muito bem.

Se isso é verdade ou não, não podemos ainda ter certeza. Mas o fato é que este jogo nos tira da realidade, incentiva a competitividade e a insatisfação. Acredito que muitos vão discordar, mas é isso o que sinto e o que minha intuição me diz.

Sabemos também que a diferença entre o remédio e o veneno é sempre a dose. É aí que mora o perigo. Quando nos damos conta, ultrapassamos o limite.

Minha fazendinha tá linda, como podem ver na ilustração. Dá-lhe exercitar o desapego!

Agora está decidido. Vou ocupar meu tempo com algo mais produtivo, tenho muito trabalho a fazer e não posso mais desperdiçá-lo. Vou também cuidar do meu corpo com mais alongamentos e exercícios. Ficar com lesão por esforço repetitivo, nem pensar!!!! Essa experiência serviu como aprendizado. Abro meu coração para dividi-lo com vocês.

Sejamos felizes!

24 comentários:

alexia disse...

Já tinha lido a respeito dessa sabotagem por trás da fazendinha e fico feliz de você compartilhar sua experiência. Um abraço.

Uber Expresso disse...

Marcelo o que vc falou é muito certo... me peguei assim, e saí disso...muito doido, quando vemos passamos horas, e as coisas que tínhamos para fazer ficam para depois... dormimos tarde, sem a menor necessidade... gostei do desapego, quando vemos até nos joguinhos estamos apegados..rsrsr Beijos Roberta

Paula disse...

Mercelo, parece incrível como a gente é facilmente levado pelo vício, não é? Eu não duvido de mensagens subliminares, já cansei de ver isso...Sabe Deus o que é colocado...Sabe, meu filho que tem 8 anos também estava viciado no playstation, que é muito legal, mas estava ficando agressivo de tanto jogar esses jogos de guerra, de nazistas e guerrilheiros...Sangue por todo lado..Tem um jogo em que aparece um personagem falando para os soldados e um dia parei para ouvir e fiquei arrepiada!! Parecia o Hitler!! Jesus, como é que pode??? Bom, videogame agora só de fim de semana e mesmo assim, eu já tirei os violentos de circulação.
Tudo bem, esse farmville não é violento, mas eu penso cá comigo, por quê plantar virtualmente se podemos plantar de verdade?? Um vaso, um pequeno jardim, com certeza vai te trazer muito mais alegria e com certeza, o reencontro com a Deusa Mãe Terra. Acho que é por isso que eu gosto tanto do meu quintal, das minhas árvores meninas ainda, das minhas plantas...
Sem crítica, mas a gente precisa mesmo é encontrar algo que nos conecte com o divino, não com o lado negro da força, certo?? Qualquer que seja ele, qualquer coisa que nos tire a atenção do que é importante da nossa vida.
Fico feliz que vc tenha acordado, tomado consciência. Que bom!! Me desculpe se escrevi demais!
Por uma vida verdadeira e feliz!!
Beijos no coração!

Hanah disse...

Olá Marcelo, concordo contigo, sai há algum tempo, é um tipo de vampirismo eletrônico, chega uma hora que sua energia esta sendo sugada e você nem se dá conta, pode até ser lúdico, de uma certa forma, vai criando uma ilusão ... enfim "maia" e a realidade acaba ficando de fora.
Legal você ter falado, não sei muito como me exprimir, mais vou aprendendo por aqui.

bjos

marcelo dalla disse...

Alexia: Já tinha lido sobre isso? Onde? Fiquei curioso!!!

Uber: Pois é, resolvi compartilhar essa expeiência, que pode ser útil pra alguém. Que bom que entendeu e concorda! :)

Paula: Exatamente! Vc disse tudo. E não escreveu muito não, adorei seu depoimento. Vamos nos conectar com a VIDA, com a Mãe Terra, com trabalhos produtivos. Vamos plantar de verdade!!!!!

Hanah: É isso mesmo, me senti sugado...

Adorei o que vcs escreveram.
Grande bjo no coração de todas vcs!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu jogava, mas cansei com o tempo. Faz tempo q abandonei a fazendinha.

Vi amigos que gastaram um bom dinheiro comprando várias coisas para o jogo (não tinham paciência de juntar o dinheiro virtual, esperar a fazenda crescer).

E muita gente viciada em vários jogos do facebook... deixando até mesmo a vida social de lado. Triste.

Abraços e boa semana

Livinha disse...

Celito meu querido,
nada como compartilhar experiências,
boas ou ruins, a gente repassa no sentido de ajudar.
O vício é um caso sério, nos torna cegos e condicionados. Tornamos robôs virtuais e o relógio gira desesperado. Gostei do teu comparativo entre o remedio e o veneno, bem como já dizia os antigos, tudo que é demais é veneno e isto é um fato. Eu de minha parte, adentrei aquilo, mas não gostei da experiência, quando percebi o fator da competição e isto não faz minha cabeça, percebi que na brincadeira tbém havia ladrão, não tem graça não. É como o caso do trabalhador, que faz o seu plantio e o vizinho vem lhe roubar no seu jeito egoista de melhor se dar as custas do outro que tenta o crescimento com o seu proprio esforço. larguei pra lá, cheguei a fazer um plantio apenas e desistir.
Que bom meu amigo, que você atentou para o sinal de alerta,
observou o verde da vida, como sinal de pare para que o outro a seu turno e vontade siga. (interessante isto, nem tinha me dado conta que o verde do semáforo é vida, vermelho morte, respeite a sorte e que fiquemos atentos para o amarelo que grita: Alerta!!!)Tá vendo, já desviando do assunto, interagindo a gente aprende tanto, então não percamos tempo, porque ah esses botões, alguns são falsos como aqueles das eleições...
:o ôpis, melhor parar né mesmo meu querido, ai a Livinha se empolga e daí quem segura?
Obrigada pelo alerta, repassarei a quem interessar possa, minha filha é um caso.
Sempre nos trazendo tudo de bom. Você!

"Que botões serão todos,
de tal modo assim enfático
são pontos de vidas tolos
aos dedos no modo prático..."

Obrigado e feliz semana pra ti
Bjs
Livinha
=)

Hazel disse...

Querido Marcelo,

Tomaste a decisão acertada!

Eu nem Facebook tenho. Já tive, por algumas semanas, e confesso que só me inscrevi lá porque não queria fazer desfeita aos convites que estava sempre a receber.

E depois de ter entrado no Facebook, choviam convites para a Farm.
Criei uma Farm, também para não fazer desfeita nos convites, mas acho que só lá fui 2 vezes.

Não senti o "apelo", acho que o meu chip está equipado com uma protecção contra mensagens subliminares. Kakakakak!

Entretanto, acabei por eliminar a minha conta no Facebook, pois cheguei à conclusão que nem o Facebook tem qualquer utilidade prática. Aparecem-nos dezenas de "amigos" de quem nunca ouvimos falar, e tudo isso nos absorve tanto tempo tão precioso que poderíamos dispor com os amigos que realmente conhecemos...

Olha só, se estivesse viciada nessa Farm, provavelmente, nem teria tempo para estar aqui a escrever-te!! Não é mesmo?
Bem mais gostoso, certo?

Pois é, isso só vem a reafirmar o quanto a tua decisão foi acertada!
Bem-vindo de volta ao mundo real!
Sim, eu sei que a blogosfera é virtual, porém considero-a bem mais real do que as redes sociais & seus jogos. Existem vários níveis de realidade, e pelos vistos, o mesmo se aplica ao mundo virtual (uns são mais virtuais que outros).

Beijos mágicos!!

António Rosa disse...

Marcelo

Muito oportuno seu post. E agradecido por ter levantado a questão (ou questões).

Eu joguei de Agosto a Janeiro, quando passei por sintomas similares e acabei com tudo.

No entanto, reconheço que é um jogo muito bem feito e apropriado a estes momentos que vivemos, que se querem de maior partilha e solidariedade. Mas esta é a versão soft da coisa.

Porque a versão hard é bem diferente. Quando se tem muitos vizinhos não é possível atendê-los a todos diariamente, por igual, quando só há (havia, agora não sei) 30 gifts para enviar. Nestas circunstâncias, receber mensagens privadas de vizinhos questionando o que fazemos na fazenda e com a fazenda, é sinal que algo grave está a ocorrer ali dentro da Farmville.

Boa iniciativa.

marcelo dalla disse...

Livinha: Esta é minha real intenção - compartilhar o que aprendo. Este Aliás é o principal bojetivo deste blog. E por favor, não se reprima quando cehgar aqui e sentir vontade de soltar o verbo. Eu adoro!!!!!!!!!

Hazel: Pois é, fui fundo nessa história. E ainda bem que não sentiu este apelo. kkkkkkk Quanto ao facebook, uso-o para divulgar meu trabalho e fazer contatos. \por enquanto está sendo útil, já consegui trabalhos e conheci gente interessada nele. Ainda bem que pelo menos não perco muito tempo com isso. O problema pra mim era a tal farm. Affff Ela acaba de ser DELETADA!!!!

bjos, queridas, e boa semana pra nós!!!

marcelo dalla disse...

Antônio querido!
Tb reconheço que o jogo é muito bem feito. Foi por isso que gastei tanto tempo nele!!!! E imagino que deva ter muita gente ENLOUQUECIDA por ele.
Mas vamos agora plantar na vida real, que dá mais certo. De qualquer forma, valeu como aprendizado.

Grande abraço, meu amigo!

Daniela Scheifler disse...

Equilíbrio é tudo na vida, né? E qdo algo nos afasta disso, o melhor é cortar mesmo pela raiz.

beijos, querido!

Daniela Scheifler disse...

Báh, assim que terminei de comentar aqui, recebi um comentário teu. Estávamos escrevendo na mesma hora, acho. hehehehe

:)

marcelo dalla disse...

Dani: hehehehehehe Adoro! Sincronicidades netunianas!!!!
bjo

Arte da Tribo Produções disse...

Engraçado... tudo que você falou já me disseram sobre este jogo.

Acho que muita coisa boa pode trazer a internet, outras é bem o que você falou uma fuga da realidade que muitas vezes não acrescenta nada.

Um abraço
e uma ótima semana.


Marcio Hoffmann
Arte da Tribo Produções
http://www.artedatribo.com.br

Nancy Passos disse...

Olá Marcelo!

que bom você ter abordado o assunto, eu tb estou parando com a minha, vou encher de cerejeiras e deixar os bichinhos soltos, mas me serviu de algo, vi que consegui me organizar e juntar 'dinheiro virtual' rsrs...agora vou para vida prática rs...

Percebia que havia algo de estranho, não sei explicar mas fui me desapegando aos poucos, durou 1 mês a fase de 'dependência'.

A sua ficou linda, mas é melhor mesmo deixar só na fotinha rs...

Beijos,
Nancy

alexia disse...

Marcelo, foi num e-mail que recebi de um amigo e que falava exatamente sobre esta sabotagem por trás da falsa inocência do jogo. Um abraço.

marcelo dalla disse...

Alexia: Então isso só confirma minhas suspeitas. Nossa intuição não falaha! Bjos e obrigado pela informação!

Nancy: Pois é, que fique de recordação. rsrsrsrs Bom saber que está nessa sintonia!

Arte da Tribo: è incrivel, tem muita gente dizendo a mesma coisa. Grato pela visita, volte sempre!

Bjos e abraços, meus queridos!!!

Zeca Maurício disse...

Oi, Marcelo. Nunca tive a tentação de conhecer a farmville. Só de ouvir-te falar, já percebia que não é a minha praia. Sou viginiano, prático. Essa coisa aérea de geminiano não é pra mim... rsrs Parabéns pelo desapego! Assim, treinamos para o próximo estágio.
Forte abraço.

Shin Tau disse...

Marcelo que belo tema que aqui colocas :)

Pois também eu me senti presa e nesse momento deixei de fazer parte...mas depois...num momento de menor actividade lá voltei. Nunca passei noites em frente à farm (outros jogos sim) e não sinto neste momento qualquer vontade de lá ir. também acho que a competição e ganância andam por ali...mas para mim sempre foi apenas um jogo. Neste momento estou sem vontade de lá ir por ter visto o meu antro secreto ser invadido por colegas de trabalho meus e do meu OM O_o...aquilo que era um momento de pausa da realidade (sim, preciso disso ;) passou a ser mais um momento de realidade.
Ainda não a abandonei...mas depois desta conversa quem sabe. Seja como for não me sinto viciada e nem com esses sintomas, apenas aborrecida. Este Carneiro cansa-se facilmente sem novidades e neste momento aquilo não tem novidades mesmo nenhumas.

É bom que este tipo de assuntos sejam publicados pois não é por estarmos despertos para um mundo espiritual que não caímos nestas armadilhas, se de facto assim é, é preciso pôr a boca no trombone :)

Beijocas amigo e a tua farm era a mais linda de todas :) super criativa

marcelo dalla disse...

Shin querida!
Sua visita é sempre um prazer.
Pois é, adorva brincar com os amigos por lá. Mas temos nossos blogs e eu tenho minhas ilustrações, que não deixam de ser uma fuga da realidade. Porém, lucrativas. É o meu trabalho, tenho que me poupar pra ele.
Bjos, gratissimo por seu carinho e amizade, sempre!

Elaine disse...

Vou alí tomar uma xícara de chá, fazer um brinde á você e já volto!
Muito bacana a decisão! Parabéns!
Você é bonito, especial, doce, talentoso (digo com base no blog, ok?! rs). Não merece ficar MES-MO ficar preso á uma vida 99,9% virtual. Merece ver o sol, sentir o vento no rosto, olhar e conversar com pessoas de verdade na rua. Enfim, não vacila não porque essa vida aqui passa rapindo! Com carinho,

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Felizmente nunca joguei... :) Mas concordo com o que dizes.

Mari disse...

Eu estava na fase 29, indo pra 30, foi qdo me dei conta de quão viciada eu estava e qto tempo isso estava me tirando, sendo que poderia estar fazendo outras coisas. Com uma dor no coração, resolvi deletar. Mas é mto viciante msm, eu passava o dia todo e qdo voltava da faculdade eu ligava o pc só p jogar. As vezes, tentava dormir sem ligar o pc, mas n conseguia, tinha q ver cm estava minha fazendinha. É incrível o poder q isso tem sobre a gente..imagino sobre crianças e adolescentes q n se dão conta. Mas é isso aí, mto legal vc ter compartilhado isso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...