quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Elocubrações

Posso

Poderia

Se realmente quisesse

De um jeito ou de outro

Fora do tempo e do espaço

Em algum tempo, em algum espaço

Mais cedo ou mais tarde

Sempre poderia

Nesta realidade somos isto

Na outra realidade somos aquilo

Uma leitura dentre zilhões de outras diferentes

Panelas de água fervente

Em plena ebulição

No mundo quântico das possibilidades infinitas

A consciência do observador cria o resultado

Podemos juntos

Se você me ensinar

De um jeito ou de outro

Eu te ensino também

Tudo é possível

No agora infinito

Eu sou você

As possibilidades são infinitas

E todas estão em aberto


INSTALAÇÃO PÓS-MODERNA
Inúmeras máquinas de costura enfileiradas tecem uma grande maquete de tecido permeada por gotas de sangue que escorrem até o fundo de um abismo escuro, onde formam poças embaixo de 360 telas de vídeo dispostas em círculo que repetem a mesma cena: flores transparentes e multicoloridas balançando suavemente ao vento. As flores estão conectadas a fios também multicoloridos refletidos num espelho colado ao chão, por onde se pode ver um barco de ponta cabeça navegando num oceano colado no teto. Sons de vozes angustiadas percorrem todas as direções e se colidem com os gritos de crianças que brincam pintadas em óleo sobre uma tela furada furiosamente por facas afiadas e tesouras que agora estão dependuradas em fileira. Os mesmos fios conectados nas flores sobem numa espiral infinita e acendem luzes coloridas, por trás de painéis de acetato que são mais brilhantes, cada vez mais brilhantes, na medida em que sobem a perder de vista (como nós, na vida).

11 comentários:

Fatima disse...

Acordou inspirado heim amigo!
Bjs.

Cris França disse...

Só vi um retorno com tanto poder, em Guerra nas Estrelas, seja bem vindo meu amigo!

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Marcelo. Podemos se realmente quisermos.
Bjs

Livinha disse...

Eu teria tanto a descrever nestes teus escritos, de tão bela inspiração, magnífico!
são várias telas que pintaste
ao mesmo tempo,
belo artista que sois, a expressar pensamento...
Quantas mentes feito barcos,
aí não desemborcastes,
nesse intenso mar por onde navegaste,
quantas arvores, não desfolhaste,
como outono, na verredura, as espulsas dos teus galhos...
que maravilhado desse mundo quantico, resumido e mágico, eis mistérios apreciados frutos de tua inspiração, até então silenciado...
Quando não pintas, promove a pintura na tela da imaginação, pra quem bem faz a leitura... te mostraste agora como um perfeito ilusionista...
Celito, eu agora parei mais que mais em você... Que linda inspiração... Naveguei, a pintura um tratado à vontade da expressão, mas as letras, a viagem não acaba, um mundo de eloquência em toda a sua extensão...
PA-RA-BÉNS!!!!!

Agora sou eu que te encho de beijo

Livinha

Rosi disse...

Brigadinho pela visita Marcelo , apareça sempre p um cafezinho ou banho de mar virtual...rsrs
bjs

marcelo dalla disse...

@ Fátima!!! Viajar é bom, mas voltar pra casa tb, não acha? Acho que fiquei mais inspirado pelo retorno do que pela viagem em si. rsrsrs

@ Cris!! Uau!!! Adorei a comparação, tava com saudade dos amigos!

@ Wanderley! Pois é, quando a gente diz que não pode, é pq na verdade não quer.

@ Livinha! "um mundo de eloquência em toda a sua extensão..." Vc é que é assim. Adoro! Grato pelas palavras carinhosas, pelos elogios...

@ Rosi! Apareço sim, podexá! E um prazer! :)))

Bjos e abraços!!!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, amigo!
Sim, tudo é possível, acredito nisso!
Já voltei, a casa está aberta.
Muita alegria e energia para o seu dia e o de todos os que passam por aqui.
Beijos,

marcelo dalla disse...

@ Renata! Pra vc tb, querida! Vou lá te visitar.
Bjo

Cris França disse...

deixei um selinho para vc no meu blog espero que aceite e que goste. beijos!

Andrea disse...

To pensando aqui, o que falar diante de tudo isso que li.
Vou resumir...maravilhoso, tocante, e como disse a Cris, você voltou com tudo!! e isso é ótimo :) mostra o quanto de energia boa estava acumulada aí!Repartiu conosco...:)

Tem um pedacinho de tudo isso que tomei pra mim...

"Nesta realidade somos isto
Na outra realidade somos aquilo
Uma leitura dentre zilhões de outras diferentes
Panelas de água fervente
Em plena ebulição"

Preciso comentar mais? você já disse tudo...:)

Bjo grande!

marcelo dalla disse...

Andrea... oq ue dizer? Seu comentáros é radiante, luminoso. Grato, querida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...