quinta-feira, 28 de maio de 2009

Meditação - Os Estágios do Vazio Focalizado

“Com o tempo, o vazio focalizado o leva até a luz do eterno. Talvez possamos categorizar certos estágios básicos, mesmo que de forma um tanto simplificada. Na realidade, estes estágios se sobrepõem com freqüência e não ocorrem rigidamente na seqüência aqui esboçada para fins de esclarecimento.

1 – Você percebe o ruído e o movimento da mente.
2 – Você consegue parar esse ruído, encontrando o vazio, o nada.
3 – Reconhecimentos sobre a personalidade, conexões entre alguns aspectos do eu e as experiências externas tornam-se claras. Surge uma nova compreensão, e com ela níveis até então não reconhecidos de material do Eu Inferior. Esse estágio é realmente um raio de orientação divina, e não uma mera experiência do Eu Inferior. O reconhecimento do Eu Inferior é sempre uma manifestação da orientação que vem do Eu Superior.
4 – Manifestação direta de mensagens do Eu Superior, ou aquilo que você chama de abertura do seu canal. Você recebe conselhos, encorajamento, palavras destinadas a dar-lhe coragem e fé. Nessa fase, a orientação divina ainda opera primariamente através da sua mente. Não se trata, necessariamente, de uma experiência emocional e espiritual total. A manifestação pode excitá-lo e alegrá-lo, mas essa reação é um resultado do conhecimento que a sua mente absorveu e achou convincente.
5 – Neste estágio ocorre uma experiência direta, total, espiritual e emocional. Todo o seu ser é preenchido pelo Espírito Santo. Você SABE, não indiretamente, através da sua mente, mas diretamente, através de todo o seu ser. O conhecimento obtido na mente é, na realidade, sempre indireto. Trata-se de um conhecimento que vem de outro lugar. A mente é o instrumento necessário para que os seres humanos funcionem neste nível de consciência. O conhecimento direto é diferente.

Essa fase tem muitas subdivisões, muitos estágios. Existem muitas, ou melhor, ilimitadas possibilidades nas quais o mundo real pode ser experimentado. Uma delas é simplesmente o CONHECIMENTO TOTAL, o qual afeta cada fibra do seu ser, cada nível da sua consciência. A experiência do mundo real também pode ocorrer através de visões de outras dimensões, mas essas visões jamais são simplesmente coisas vistas. São sempre uma experiência total que afeta a pessoa como um todo.

No mundo real, em oposição ao seu mundo fragmentado, a percepção de cada sentido é total. A visão nunca é apenas visão. É simultaneamente audição, paladar, sentimento, olfato – e muitas outras percepções a cujo respeito você não sabe nada no seu nível de ser. Neste quinto estágio, o ver, o ouvir, o perceber, o sentir, o saber, são sempre totalmente inclusivos. Eles englobam cada capacidade que Deus criou. E você dificilmente pode imaginar a riqueza, a variedade, as ilimitadas possibilidades dessas capacidades.

O vazio focalizado é o estado ideal para sermos preenchidos pelo Espírito Santo. O Espírito Santo é todo o mundo de Deus em todo o seu esplendor, na sua indescritível magnificência. Sua riqueza não pode ser expressa em linguagem humana. Não há como descrever o que existe quando o medo, a dúvida, a desconfiança – e, portanto, o sofrimento, a morte e o mal – são superados. O vazio focalizado é, portanto, nada mais que uma porta aberta para uma plenitude que só existe no mundo do espírito.

A prática do vazio focalizado jamais deve ser realizada com uma atitude de expectativa imediata. De fato, é preciso que não se tenha nenhuma expectativa, absolutamente. Expectativas são o mesmo que tensão, e a tensão impede o necessário estado de total relaxamento, interno e externo.. As expectativas também são irreais, pois pode levar muitas encarnações de desenvolvimento antes que um ser humano possa chegar pelo menos próximo dessas experiências. Então, a presença de quaisquer expectativas causará decepções que, por sua vez, deflagram uma reação em cadeia de mais emoções negativas, tais como dúvida, medo e desencorajamento.”

Do livro “NÃO TEMAS O MAL” canalizado por Eva Pierrakos - Editora Cultrix

“O espaço vazio e pleno de beatitude.”
Lama Gangchen Rimpoche

“Abstrair significa tornar-se disponível ao Espírito.”
Carlos Castañeda

5 comentários:

marcelo dalla disse...

Estranho, um tema tão importante e ninguém comentou... pq será?

Kyria disse...

Marcelo, Marcelo! Você é um bom provocador e como é difícil comentar os trabalhos canalizados pela Eva Pierrakos, estou participando do Pathwork/AutoTransformação e ando bastante remexida; vou buscar meu menino alí e volto já para continuar, até mais tarde, bjs.

Hanah disse...

Olá Marcelo,

sou uma visitante silenciosa de seu blog, e amei ler essa partilha. As vezes, acho que todas essas coisas sobre auto-desenvolvimento/conhecimento, andam em alta, mais precisam desse tipo de lição para que não nos percamos em paraisos de nirvanas,
Esse texto é o tipico caminho do meio.
vou voltar aqui ler e reler....

Mais uma vez obrigado pela partilha.

um abração

Hanah

Kyria disse...

Lí e reli este texto e nem sei o quanto estou distante de conseguir este nível de meditação e de desenvolvimento, pois para mim simplesmente aquietar e esvaziar a mente é uma tarefa difícil. Nos tempos atuais é urgente compreender a sí mesmo e se harmonizar com a Humanidade e o Universo Infinito.
Ver o mundo através dos sentidos é maravilhoso e quando conseguirmos alcançar o estágio do vazio focalizado estaremos mais próximos de nos e dos outros, preciso pensar, bjs.

marcelo dalla disse...

Kyria querida, eu tb li reli, conversei com mestres amigos... Eu tô longe tb, mas se não começarmos não chegamos nunca, certo? Uma coisa é certa: todos os mestres dizem da necessidade de aprender a meditar. Marquei uma horinha certa pra mim, todo dia. Nem que seja um minuto, eu paro o que estiver fazendo pra me concentrar. Acho q isso se chama disciplina. rsrsrsrs bjo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...