sexta-feira, 24 de abril de 2009

Novas regras ortográficas - desabafo

Ai ai ai! Ninguém me perguntou se eu queria mudança ortográfica. E se eu não quiser? Este é um brado de revolta contra algumas dessas mudanças que, confesso, me doeram o coração.

Tudo bem acrescentar no alfabeto as letras K, W e Y. Aliás, demorou! Porque com a avalanche de palavras americanas todo mundo já usava. Que sejam bem vindas essas queridas letrinhas.

Mas e quanto aos acentos? Decidi que continuarei a usar o trema, afinal o Word ainda não foi atualizado. Que me agüentem (eis aí, com trema pela correção automática)! Ok, dou o braço a torcer quando for escrever à mão, até fica mais fácil ficar sem colocar esses pinguinhos todos.

Já outras palavras... parece que ficaram incompletas em seu sentido, em sua imagem. Uma atitude heróica sugere mais poder com o acento agudo. Uma idéia é mais luminosa, a jóia é mais preciosa, com o reforço do acento. Sinto que a bóia, sem acento, pode afundar. A estréia sem acento está fadada ao fracasso. Enjôo sem acento me cauda náusea. A pêra sem este tempero não tem gosto. Como alguém pode alçar vôo sem as asinhas? E como vamos diferenciar “apoio” (substantivo), de “apóio” (flexão verbal)? Sinto muito, mas eu não apóio. E nem perdôo (com acento).

Eles tinham um carro, agora tem dois. Não parece que sem acento, vão continuar com um só?

Quanto ao hífen, penso que o melhor é seguir a intuição. Fazer o que o coração mandar. Afinal, o livre-arbítrio é nosso direito mais sagrado. Livre-arbítrio tem hífen? Estou agora me sentido semi-analfabeto. Separado por hífen mesmo, porque se juntar vou me sentir mais analfabeto ainda. Gente! Meu creme antirrugas vai me deixar ainda mais enrugado com tantos erres! E quem é que pode contra o superaquecimento concentrado?

Bom, esta é minha opinião subjetiva e sentimental. Escrevam como quiserem. Quanto a mim, continuarei escrevendo como sempre escrevi. Pelo menos enquanto o Word não for atualizado. Depois eu me rendo, porque perder tempo corrigindo o Word por pirraça seria uma verdadeira epopéia (com acento).

4 comentários:

Maria disse...

O AMOR É IMORTAL

Um homem que sabe amar nunca vai embora
ele sempre estará presente na vida da sua amada
ele será inesquecível
tem cheiro de rosas vermelhas
com o amor ninguém consegue acabar
ele nos acompanha mesmo que em silêncio total
O amor é imortal
silêncioso
por isso pensamos que ele foi embora
mas não
ele estará sempre presente
em nossas vidas
o prazer de ser amado
é o melhor prazer
delírios

Pedro Antônio disse...

Ei, Marcelo!

Obrigado pelo carinho da presença!

Gostei demais do seu texto! Concordo com você! O novo acordo ortográfico amputou certas palavras! Algumas situações exigem bastante atenção! Só o tempo...

Abração forte!

Apareça.

Pedro Antônio

@lgo Sobre... disse...

Adorei!!! Também não perguntaram a mim e isso muito me ofende. Confesso que o que mais me incomoda são os hífens, afinal eu sei usá-lo! rs
Agora, como o Word ainda não foi atualizado (pt. 3!), vou continuar a postar com as antigas regras.

Fatima disse...

Oi Marcelo,
outro dia encontrei com alguns ex alunos do ensino médio em uma praça de alimentação aqui da cidade e tirando: "oi prô, pô vei, geral gosta prô" o resto da conversa parecia em outro idioma pra mim. Pensei com meus botões (Hum!Essa é velha)será a nova reforma ortográfica?Rssss
Vc já foi lá em casa? Tem um post com um desenho seu!
Beijos querido.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...