quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

GANESHA – DEUS DOS COMEÇOS AUSPICIOSOS E REMOVEDOR DE OBSTÁCULOS


Ganesha, Ganesa, Ganesh ou Ganapati é um dos mais conhecidos e venerados deuses do hinduísmo. É o primeiro filho de Shiva e Parvati e o esposo de Buddhi, também chamada Riddhi e Siddhi

Ga simboliza Buddhi (intelecto) e Na simboliza Vijnana (sabedoria). Ganesha é considerado o mestre do intelecto e da sabedoria. É representado como uma divindade amarela ou vermelha, com uma grande barriga, quatro braços e a cabeça de elefante com uma única presa, montado em um rato. Habitualmente é representado sentado, com uma perna levantada e curvada por cima da outra. Em geral, antepõe-se, ao seu nome, o título Hindu de respeito Shri ou Sri.


Existem muitas histórias sobre como sSri Ganesha obteve sua cabeça de elefante. A mais conhecida é provavelmente aquela encontrada no Shiva Purana. Uma vez, quando sua mãe Parvati queria tomar banho, não havia guardas na área para protegê-la. Então, de seu suor, Ganesha nasceu. Parvati ordenou a Ganesha que não permitisse que ninguém entrasse na casa.

Dali a pouco Shiva retornou da floresta e tentou entrar na casa, Ganesha parou o Deus. Shiva se enfureceu com aquele garotinho estranho que tentava desafiá-lo. Ele disse a Ganesha que era o esposo de Parvati e poderia entrar. Mas Ganesha não obedecia a ninguém que não fosse sua mãe. 


Shiva decepou a cabeça de Ganesha com seu Trishula (tridente). Quando Parvati saiu e viu o corpo sem vida de seu filho, ela ficou triste e ordenou que Shiva devolvesse a vida de Ganesha imediatamente. Todas as tentativas de encontrar a cabeça foram em vão. Shiva então mandou seu exército celestial (Gana) para encontrar e tomar a cabeça de qualquer criatura que encontrarem dormindo com a cabeça na direção norte. Eles encontraram um elefante que dormia desta maneira, tomaram sua cabeça e a colocaram no corpo de Ganesha trazendo-o de volta à vida. Dali em diante ele passou a ser chamado de Ganapathi, ou o chefe do exército celestial, que devia ser adorado antes de iniciar qualquer atividade.


Ganesha é o símbolo das soluções lógicas, é o "Destruidor de Obstáculos". Sua consorte é Buddhi (um sinônimo de "mente"). É cultuado junto de Lakshmi (a deusa da abundância) pelos mercadores e homens de negócio. O culto de Ganesha é amplamente difundido, mesmo fora da Índia. Seus devotos são chamados Ganapatyas.

A figura de Ganesha é, também, um arquétipo cheio de simbolismos, que expressa um estado de perfeição assim como os meios de obtê-la. Representa o perfeito equilíbrio entre força e bondade, poder e beleza. Também simboliza as capacidades discriminativas que provêm a habilidade de perceber a distinção entre verdade e ilusão, o real e o irreal.


Uma descrição de todas as características e atributos de Ganesha podem ser encontradas no Ganapati Upanishad (um Upanishad dedicado a Ganesha) do rishi Atharva. Este Hino Védico também contém um dos mais famosos mantras associados com esta divindade: Om Gam Ganapataye Namaha (literalmente: "eu Te saúdo, Senhor das tropas").


Ganesha é uma divindade muito amada e frequentemente invocada, já que é o "Deus da Boa Fortuna" que proporciona prosperidade e fortuna é também o "Destruidor de Obstáculos" de ordem material ou espiritual. É por este motivo que sua graça costuma ser invocada pelos seus devotos antes de eles iniciarem qualquer tarefa (por exemplo: viajar, prestar uma prova, realizar um assunto de negócios, uma entrevista de trabalho, realizar uma cerimônia etc.) com mantras como: Aum Shri Ganeshaya Namaha ("salve o nome de Ganesha"), ou similares. 


Tradicionalmente, todas as sessões de bhajan (cântico devocional hindu) iniciam com uma invocação de Ganesha, o Senhor dos "bons inícios". Por toda a Índia de cultura hindu, o Senhor Ganesha é a primeira deidade colocada em qualquer nova casa ou templo. Além disso, Ganesha é associado com o primeiro chacra (o chacra básico), que representa o instinto de conservação e sobrevivência e o de procriação. O nome védico desse chacra é Muladhara.


Cada elemento do corpo de Ganesha tem seu próprio valor e seu próprio significado:
- A cabeça de elefante indica fidelidade, inteligência e poder discriminatório.
O fato de ele ter uma única presa (a outra estando quebrada e sendo usada como caneta) indica a habilidade de Ganesha de superar todas as formas de dualismo.
- As orelhas abertas denotam sabedoria, habilidade de escutar pessoas que procuram ajuda e para refletir verdades espirituais. Elas simbolizam a importância de escutar para poder assimilar ideias. Orelhas são usadas para ganhar conhecimento. 
- A tromba curvada indica as potencialidades intelectuais que se manifestam na faculdade de discriminação entre o real e o irreal.
- Na testa, o Trishula (arma de Shiva, similar a um tridente) é desenhado, simbolizando o tempo (passado, presente e futuro) e a superioridade de Ganesha sobre ele. Também representam os chamados "três modos da natureza material": bondade, paixão e ignorância, que são superados por Ganesha e seu pai, Shiva.
- A barriga de Ganesha contém infinitos universos. Ela simboliza a benevolência da natureza e equanimidade, a habilidade de Ganesha de sugar os sofrimentos do Universo e proteger o mundo.
- A posição de suas pernas (uma descansando no chão e a outra em pé) indica a importância da vivência e participação no mundo material assim como no mundo espiritual, a habilidade de "viver no mundo sem ser do mundo".


- Os quatro braços de Ganesha representam os quatro atributos do corpo sutil, que são: mente (Manas), intelecto (Buddhi), ego (Ahamkara), e consciência condicionada (Chitta). O Senhor Ganesha representa a pura consciência - o Atman - que permite que estes quatro atributos funcionem em nós.
- A mão segurando uma machadinha é um símbolo da restrição de todos os desejos, que trazem dor e sofrimento. Com esta machadinha Ganesha pode repelir e destruir os obstáculos. A machadinha serve também para levar o homem para o caminho da verdade e da retidão.
- A segunda mão segura um chicote, símbolo da força que leva o devoto para a eterna beatitude de Deus. O chicote nos fala que os apegos mundanos e desejos devem ser deixados de lado.
- A terceira mão, que está em direção ao devoto, está em uma pose de bênçãos, refúgio e proteção (abhaya);
- A quarta mão segura uma flor de lótus (padma), e ela simboliza o mais alto objetivo da evolução humana, a realização do seu verdadeiro eu.


O rato (ou mushika) representa sabedoria, talento e inteligência. Ele simboliza investigação diminuta de um assunto difícil. Um rato vive uma vida clandestina nos esgotos, portanto, é também um símbolo da ignorância que é dominante nas trevas e que teme a luz do conhecimento. O rato representa o ego, a mente com todos os seus desejos, e o orgulho da individualidade. Ganesha, guiando sobre o rato, se torna o mestre (e não o escravo) dessas tendências, indicando o poder que o intelecto e as faculdades discriminatórias têm sobre a mente.


Ganesha é também definido como Omkara ou Aumkara, que significa "tendo a forma da sílaba sagrada Om (ou Aum). De fato, a forma do seu corpo é uma cópia do traçado da letra Devanagari que indica este grande Bija Mantra. Por causa disso, Ganesha é considerado a encarnação corporal do Cosmos inteiro: ele está na base de todo o mundo fenomenal (Vishvadhara, Jagadoddhara). Além disso, na língua tâmil, a sílaba sagrada é indicada precisamente por uma letra que relembra o formato da cabeça de Ganesha.



As belas ilustrações foram selecionadas do Devianart e estão com devidos créditos e linkis para os álbuns dos autores. Este post é uma homenagem ao querido Sri Ganesha, tão amado! Espero que essa maravilhosa cheguem aos corações de vocês. Jaya Ganesha!

Artigos relacionados:
O SIMBOLISMO DO ELEFANTE
MANTRA PARA ABRIR OS CAMINHOS
O PODER DOS MANTRAS



Fonte de pesquisa:
Wikipédia
Livro - DEUSES E DEUSAS HINDUS

3 comentários:

ana marengo disse...

Muito síncrono com o meu pensamento amigo...Ontem mesmo eu pensei, bem que o Dalla podia colocar umas ilustraçóes dos Deuses indianos...Nossa,tudo bem que foi só um,mas mesmo assim, fiquei chocada!
te adoro, beijo tina

Unknown disse...

Que ilustrações lindas, linda seleção

Beatriz Ricardo disse...

Olá, Marcelo,
Tenho ouvido mantra para Ganesha, durante o sono, portanto mais de 108 vezes ...
Haveria algum problema?
Li que ouvir mais que as 108, perderia sua força ...
Vc concorda?
Sou grata
Bia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...