domingo, 5 de fevereiro de 2012

O PODER DOS MANTRAS


"Mantra (do sânscrito Man mente e Tra alavanca) é uma sílaba ou poema religioso, normalmente em sânscrito. Os mantras tiveram origem no hinduísmo, porém são utilizados também no budismo e jainismo.

Os mantras são entoados como orações, repetidamente, mas não constituem propriamente um diálogo com Deus. O budismo mahayana do Tibete usa mantras em tibetano, o zen-budismo do Japão os usa em japonês. John Blofeld encontrou em Hong Kong no começo do século XX mantras cuja língua ninguém sabia identificar, e que pareciam uma alteração de um original sânscrito."
Fonte: Wikipédia

Os mantras em geral são muito curtos, um breve verso de algumas sílabas e com sentido bem claro. Mas também podem consistir numa extensa combinação de sílabas aparentemente desprovidas de sentido. Os "sons-semente", formados de uma única sílaba e que terminam quase sempre por uma nasal, como o m ou n, constituem mantras ainda mais complexos e enigmáticos. Dentro desta categoria, o mantra mais conhecido é OM (AUM). Diz-se que esta sílaba contém a chave do universo. OM corresponde às três principais divindades - Brahma, Vishnu e Shiva.

Os mantras são compostos de diferentes formas. Podem ser o produto de uma inspiração comunicada diretamente pelo Cosmos ou podem resultar também de uma meditação, e nesse caso, ser uma emanação do espírito inconsciente de um iogue. Alguns são recolhidos diretamente no akasha, o éter cósmico ou memória universal, por adeptos de altíssimo grau. Outros mantras são obras de poetas, cantores ou de místicos.

Muitos mantras, considerados dentre os mais eficazes, foram compostos através de um dos vários métodos usados para reduzir a uma curta fórmula hermética toda uma obra importante. Este procedimento é, às vezes, utilizado em proporções inimagináveis. Desta forma um livro sagrado que contém milhares e milhares de versos pode ser resumido num só capítulo. Este capítulo pode, em seguida, ser reduzido a um só parágrafo, depois a um verso e, finalmente, a uma única sílaba . Esta sílaba última tem um poder tão grande que de forma análoga a um micro ponto da moderna computação, encerra a essência de todo o tratado. O domínio desse mantra conferirá imediatamente ao discípulo uma compreensão intuitiva do conjunto do texto.

Além de OM , existem outros mantras do tipo "som-semente", tais com krim, hrim, vam, gam, ram, shrim, yam, etc ..., cujas vibrações são inicialmente concentradas e depois projetadas, seja para o interior de si mesmo ou para o exterior, na forma de invocações, ordens e bênçãos. Tem o propósito de agir como instrumento de proteção, de poderes curativos e armas de defesa.

Os mantras "internos" são dirigidos para uma parte do corpo, tal como a cabeça, o espaço entre as sobrancelhas, o plexo solar ou os órgãos sexuais, onde produzem vibrações de energias precisas. Dessa forma, os mantras orientais dirigidos para o crânio provocam ressonância nos alvéolos do cérebro, criando um tipo de iluminação mística. Afirma-se na mantra ioga, que certos mantras efetuam uma viagem circular no corpo humano e que suas reverberações provocam o desaparecimento de tecidos usados e gastos, substituindo-os por tecidos novos. Os mantras podem ser dirigidos para uma parte específica do corpo que tenha necessidade de ser revigorada ou curada.

As doutrinas orientais atribuem enorme importância ao conhecimento e uso dos mantras. Acredita-se que há um mantra para todas as doenças e melhor ainda, para todos os problemas, de qualquer natureza. Todos podem ser resolvidos com a entoação dos sons convenientes e apropriados, porque cada mantra é um som, e as vibrações sonoras constituem a própria base do universo.

Os efeitos de um mantra são reforçados com a repetição do mesmo. O mantra age sobre o espírito, permitindo gradualmente ao praticante compreender seu significado profundo. Sua constante repetição, sobretudo quando combinada com os pranayamas, ou técnicas respiratórias, contribui para suscitar um estado de transe e provocar uma iluminação mística. O mantra penetra nos reinos sobrenaturais, e de certa forma, compele os deuses a responder às preces que lhes são feitas.

Utilizam-se rosários especiais para controlar o número de repetições. São feitos geralmente de grãos secos, enfiados num cordão. Por meio de um único mantra pronunciado em voz alta, ou murmurado, ou repetido mentalmente, pode obter aquilo que procura, pois todas as coisas são formas de manifestação do som. E o próprio Brahma é o Som do qual se nutre o universo.

Fonte de pesquisa: http://www.espiritualismo.hostmach.com.br/mantras.htm

Recomendo:
SETE FORMAS DE PRÁTICA DO MANTRA OM
MANTRA PARA ACLARAR DÚVIDAS

MANTRA PARA TRAZER SABEDORIA:


OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Sobre o significado deste mantra - aqui.

3 comentários:

Orlando Assis disse...

Realmente você está de PARABÉNS!!! Que maravilha esse teu blog Marcelo, super adorei e estou indicando para outras pessoas...Muito bom!!! estou encantadíssimo.

anvidh k disse...

Thanks for posting this info. I just want to let you know that I just check out your site and I find it very interesting and informative. I can't wait to read lots of your posts. Regards,
hanuman chalisa.

Pedro Lopes disse...

Cara meus Parabéns pelo seu blog, encontrei ele e comecei a segui-lo...
Trabalho na confecção de flautas em diversas culturas do mundo, e uma destas culturas é a Indiana, trabalho com Bansuris e Flautas Indianas, percursores dos grandes mantras hehe... Vou deixar o meu blog caso você queira conferir...
www.flautasartesanais.blogspot.com

Namastê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...