sexta-feira, 4 de março de 2011

SOL E URANO EM ÁRIES - OS NOVOS TEMPOS BATEM À PORTA


Às 20 horas e 20 minutos dia 20 de março, o Sol ingressa em Áries, formando conjunção exata com Urano. É o início de um novo ciclo, um novo ano astrológico que promete notícias surpreendentes.

Palavras-chave: aceleração, mudanças, surpresas. Isso afetará a todos nós, alguma área de nossas vidas estará clamando por uma estréia. É tempo de novas iniciativas, de correr, avançar, conquistar.

Júpiter e Mercúrio também estarão conjuntos em Áries. A curiosidade e a sede de novidades estará ativada. A sede de liberdade também, vide os movimentos anti-ditadura no mundo árabe. Saturno retrógrado se opõe lá do outro lado, em Libra e conjunto à Lua, indicando que não será fácil, há obstáculos de peso para transpor. Mesmo assim, podemos aguardar mudanças súbitas, questões envolvendo anarquia e controle do poder.

E quanto a nós? Qual a nossa capacidade para lidar com mudanças, com a impermanência? Qual a nossa capacidade de confiar, deixar o que está velho para trás e abrir espaço para o novo? O ascendente do momento será Escorpião: iremos renascer.

Os signos de Terra (Touro, Virgem e Capricórnio) costumam ter mais resistência às mudanças. Indico a leitura do post SABER LIDAR COM A IMPERMANÊNCIA, no blog DINÂMICA DO INVISÍVEL de Astrid Annabelle e também URANO E OS TEMPOS EM QUE VIVEMOS no blog ASTODESTINO, de Andreia Modesto.

E compartilho aqui um texto do Osho que tem tudo a ver com o momento:

COMO LIDAR COM O MEDO DAS MUDANÇAS

Me sinto só, o que é bom, mas estou confuso. Não sei o que está acontecendo. As coisas estão mudando por dentro de mim, então às vezes, fico assustado, às vezes há um sentimento flutuante.

Isso é natural. Sempre que você se sentir assustado, apenas relaxe. Aceite o fato de que o medo está lá, mas não faça nada com ele. Ignore-o, não lhe dê atenção. Observe o corpo. Não devia haver nenhuma tensão nele. Se não houver nenhuma tensão no corpo, o medo desaparece automaticamente. O medo cria um certo estado de tensão no corpo, para ficar enraizado nele. Se o corpo estiver relaxado, medo está fadado a desaparecer. Uma pessoa relaxada não pode ser medrosa. Você não pode assustar uma pessoa relaxada. Mesmo que surja o medo, ele virá como uma onda... Não criará raízes.

O medo chegando e indo como ondas e você permanecendo intocado por ele, é belo. Quando ele cria raízes em você e começa a crescer em você, então se torna um crescimento, um crescimento canceroso. Assim deforma seu organismo interior.

Portanto, sempre que você se sentir temeroso, uma coisa para olhar é que o corpo não deve ficar tenso. Deite-se no chão e relaxe – relaxamento é o antídoto para o medo – e ele irá chegar e passar. Você simplesmente observa.

Esse observar não deve ser de interesse – indiferente. A pessoa apenas aceita que está ok. O dia está quente, o que você pode fazer? O corpo está transpirando... É preciso passar por isso. A noite está próxima e uma brisa fresca estará soprando... Então apenas observe isso e fique relaxado.

Uma vez que você pega o jeito disso e você logo terá isso – que se você está relaxado, o medo não pode grudar em você, ele vem e passa e lhe deixa tranqüilo – assim você tem a chave. E ele virá. Ele virá porque quanto mais mudamos, mais medo virá.

Toda mudança gera medo, porque toda mudança está lhe pondo no desconhecido, num mundo estranho. Se nada mudar e tudo permanecer estático, você nunca terá medo algum. Isso significa, se tudo estiver morto, você não ficará amedrontado.

Por exemplo, você está sentado e existe uma rocha ao lado. Não há nenhum problema: você olha para a rocha e está tudo bem. De repente a rocha começa a se mover; você fica assustado. Vivo! Movimento gera medo; e se tudo estiver parado, não há nenhum medo.

Eis porque pessoas, com medo de cair em situações temerosas, arranjam uma vida sem mudanças. Tudo permanece na mesma e a pessoa segue uma rotina morta, Completamente esquecida de que a vida é um fluxo. Ela permanece numa ilha própria onde nada muda. A mesma sala, as mesmas fotografias, a mesma mobília, a mesma casa, os mesmos hábitos, as mesmas camas – tudo na mesma. O mesmo maço de cigarros; você não gostará nem mesmo de uma marca diferente. Entre isso, no meio dessa mesmice, a pessoa se sente à vontade.

As pessoas vivem quase que em seus túmulos. O que você chama de uma vida conveniente e confortável não é nada senão um túmulo disfarçado. Então quando você começa a mudar, quando você começa na jornada do espaço interior, quando você se torna um astronauta do espaço interior, e tudo está mudando tão ligeiro, cada momento tremendo de medo. Desse modo, mais e mais medo precisa ser enfrentado.

Deixe o medo estar lá. Pouco a pouco você começará a desfrutar tanto das mudanças que você estará preparado a qualquer custo. Mudanças irão lhe dar vitalidade... Mais vivacidade, alegria, energia. Então você não será como um poço – encerrado por todos os lados, estático. Você se tornará como um rio correndo em direção ao desconhecido, em direção ao oceano onde desaparece.

Osho, extraído de: Be Realistic

Sejamos felizes!!!!

19 comentários:

angela disse...

Os textos do Osho são sempre simples e diretos. Gosto muito.
Bom carnaval.
Precisamos nos ver...
beijos

Anônimo disse...

Como sempre adoro seus posts, obrigada pela info...amei,amei!
Ótimo carnaval p vc!
Meg

MARCELO DALLA disse...

Angela querida!!! Não to mais na Vila, agora tô na Alfonso Bovero. Pra vc ver como as coisas mudam... Depois do carnaval podemos combinar um café, continuo pertinho da Vila...
bjossssssss

MARCELO DALLA disse...

Meg: valeu querida!!!!
Um excelente feriado pra vc tb!!!
bjosss

Fatima disse...

A minha alegria!
A minha alegria atravessou o mar
E ancorou na passarela
Fez um desembarque fascinante
No maior show da terra
Será que eu serei o dono desta festa
Um rei
No meio de uma gente tão modesta
Eu vim descendo a serra
Cheio de euforia para desfilar
O mundo inteiro espera
Hoje é dia do riso chorar
Levei o meu samba pra mãe de santo rezar
Contra o mal olhado eu carrego o meu patuá
Eu levei!
Levei o meu samba pra mãe de santo rezar
Contra o mal olhado eu carrego o meu patuá
Eu levei!
Acredito
Acredito ser o mais valente nessa luta do rochedo com o mar
E com o ar!
É hoje o dia da alegria
É a tristeza, nem pode pensar em chegar
Diga espelho meu!
Diga espelho meu
Se há na avenida alguém mais feliz que eu
Diga espelho meu
Se há na avenida alguém mais feliz que eu

(UNIÃO ILHA
Enredo: É Hoje - 1981
Compositores: Didi/Mestrinho)


Bom Carnaval pro cê!

Bjs.

Filomena Nunes disse...

Bom dia Marcelo.

Parabéns pelo seu texto sucinto da entrada de Úrano em Carneiro. Do Osho, já se sabe, é sempre bem-vindo também.. :))

Eu sou Touro, mas o meu Sol está na casa 9. É assim um misto de resistência à mudança e anseio por aventura.. por outro lado, tenho a Lua em Câncer mas na casa 11. Idem entre o desejo do comodismo do lar e a vontade de abrir as portas ao mundo inteiro... a gestão dos opostos não é fácil, como deve saber. Mas também, quem disse que a vida é fácil??

Um grande abraço para um feliz fim-de-semana.

Filomena

MARCELO DALLA disse...

Fátima:
querida, amo essa música! Grato por ter deixado essa alegria maravilhosa aqu.
Grande bjo e bom feriado pra vc tb!!!

MARCELO DALLA disse...

Filomena:
Sei bem como é!!! Sou gêmeos, asc. Sagitário e com a Lua em Câncer...
Minha Lua quer ficar quieta em casa, mas... heheheheh
É do caos q nascem as estrelas!!!
bjosss
E grato pelo carinho!

Filomena Nunes disse...

Lua em Câncer também, curioso!!
A minha está no grau 25 e a sua??

MARCELO DALLA disse...

A minha tá no começo, a 2 graus e em conj. com Júpiter. :))))

Filomena Nunes disse...

Uau!! Uma Lua muito cheia!! Insuflada, mesmo! lol..

No grau 2, está sextil ao meu Plutão/Virgem, (gr.3) trígono ao meu Neptuno/Escorpio, (gr.7) e oposta ao meu Júpiter/Capricórnio (gr.3)...

Uma sinastria e tanto!! :))

MARCELO DALLA disse...

Hehehehehe gostei de saber disso, Filomena!!! E gostei de saber que vc é astróloga tb!!!
bjossssssss

Filomena Nunes disse...

Não sou astróloga no sentido profissional. Mas no sentido de eterna aprendiz.
Estudo-a há 11 anos. A minha paixão é ensinar. (casa 9 com Sol em Touro e conjunção Vénus/Mercúrio em Carneiro) todos opostos a Neptuno na 3 que abre com Balança).
Estou espectante com a movimentação em Carneiro para ver o que começar... vou sonhando...

Um abraço :))

Astrid Annabelle disse...

Marcelo! Passando para agradecer por mais este link, para dizer que amo seus textos e deixar um beijão.
Voltarei à net depois do outro final de semana.
Inté...bom carnaval (eu sei...trabalhando!rs)
Astrid Annabelle

Vera Falcão disse...

Achei bárbaro teu blog, muita diversidade, como gosto! Voltarei outras vezes, com certeza... kisses

Daniela Scheifler disse...

Oi, querido!

Saudades de vir aqui. O blog está lindo, parabéns! Urano vai entrar na minha casa 11 e ele rege meu MC. Hum, rabalhar junto de pessoas afins, é o que há, né? Acho que estou iniciando isso aqui. Ah, amei a passista, um luxo só! Também quero, nesta vida ainda, assistir o Carnaval do Rio. Coisa muito linda mesmo, o maior espetáculo ao ar livre do mundo. :-)

beijos grandes e felizes

MARCELO DALLA disse...

Dani querida!!! Urano está na minha casa 4 e rege a 3... to de casa nova e com as comunicações a mil!!! hehehehe
Sucesso pra nós!!!!!!!!!!
bjossssssssss

Daniela Scheifler disse...

Opa, mudança desde a raiz. :-)

Amém!

beijos!

Anônimo disse...

Sou de Áries, sol a 14 graus na casa 3, urano ta chegando e plutão passando na 12 ta começando a quadratura, ohhhh céus.... Como eu vou sobreviver? Tenho venus em touro na casa 4, e tenho pavor de mudanças. Alguém me dê uma luz..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...