terça-feira, 8 de setembro de 2009

VAMPIROS DE ENERGIA


Não vamos falar aqui do Conde Drácula e seus comparsas de capa preta e dentes grandes, ávidos por sangue. Há um tipo de vampiro de carne e osso com o qual convivemos: são os "vampiros de energia".
Qualquer pessoa de nosso relacionamento diário (parente, marido/esposa, amigo, colega, empregado, vizinho, gerente do banco, etc) pode roubar nossas energias para se abastecer. A maioria atua inconscientemente, sem saber o que está fazendo.
Roubam energia vital, comum no universo, mas que eles não conseguem receber por estarem desconectados com a Fonte. Ficam desequilibrados energeticamente e precisam encontrar outras fontes de energia mais próximas, ou seja, qualquer um de nós.
Na verdade, quase todos nós, num momento ou outro de nossas vidas, quando nos encontramos em um estado de desequilíbrio, acabamos nos tornando Vampiros de Energia alheia. Mas como identificar estas pessoas? Ou estes vampiros?
Vera Caballero - Orientadora Metafísica, Professora de Bioenergias e Proteção Psíquica - identificou em seus estudos os seguintes tipos de vampiros e nos dá dicas de como escapar deles (você provavelmente conhece mais de um):
Vampiro Cobrador: Cobra sempre, de tudo e todos. Quando nos encontramos com ele, já vem cobrando porque não lhe telefonamos ou visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado, estará abrindo as portas. O melhor a fazer é usar de sua própria arma, ou seja, cobrar de volta e perguntar porque ele não liga ou aparece. Deixe-o confuso, não o deixe retrucar e se retire rapidamente.
Vampiro Crítico: desfere criticas negativas e destrutivas a tudo e a todos Vê a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência tende a criar na vítima um estado de alma escuro e pesado e abrirá seu sistema para que a energia seja sugada. Diga "não" às suas críticas. Nunca concorde com ele. A vida não é tão negra assim. Não entre nesta vibração. O melhor é cair fora e cortar até todo o tipo de contato.
Vampiro Adulador: é o famoso "puxa-saco". Adula o ego da vítima, cobrindo-a de lisonjas e elogios falsos, tentando seduzir pela adulação. Muito cuidado para não dar ouvidos ao adulador, pois ele simplesmente espera que o orgulho da vítima abra as portas da aura para sugar a energia.
Vampiro Reclamador: é aquele tipo que reclama de tudo, de todos, da vida, do governo, do tempo, etc. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar. E o mais engraçado é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. A Melhor tática é deixá-lo falando sozinho.
Vampiro Inquiridor: sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo, e não dá tempo para que a vítima responda, pois já dispara mais uma rajada de perguntas. Na verdade, ele não quer respostas e, sim, apenas desestabilizar o equilíbrio mental da vítima, perturbando seu fluxo normal de pensamentos. Para sair de suas garras, não ocupe sua mente à procura de respostas. Reaja fazendo-lhe uma pergunta bem pessoal e contundente, e procure se afastar assim que possível.
Vampiro Lamentoso: são os lamentadores profissionais, que anos a fio choram sua desgraças. Para sugar a energia da vítima, ataca pelo lado emocional e afetivo. Chora, lamenta-se e faz de tudo para despertar pena. É sempre o coitado, a vítima. Corte suas lamentações dizendo que não gosta de queixas, ainda mais que não elas não resolvem situação alguma.
Vampiro Pegajoso: investe contra as portas da sensualidade e sexualidade da vítima. Aproxima-se como se quisesse lambê-la com os olhos, com as mãos, com a língua. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Se você não escapar rápido, ele irá sugar sua energia em qualquer uma das possibilidades. Seja conseguindo seduzi-lo com seu jogo pegajoso, seja provocando náuseas e repulsa. Em ambos os casos você estará desestabilizado, e, portanto, vulnerável. Invente uma desculpa e fuja rapidamente.
Vampiro Grilo-Falante: a porta de entrada que ele quer arrombar é o seu ouvido. Fala, absoluto, durante horas, enquanto mantém a atenção da vítima ocupada, suga sua energia vital. Para livrar-se, invente uma desculpa, levante-se e vá embora.
Vampiro Hipocondríaco: cada dia aparece com uma doença nova. Adora colecionar bula de remédios. Desse jeito chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois sente-se péssimo.
Vampiro Encrenqueiro: para ele, o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que a vítima compre a sua briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo. Esse é um dos métodos mais eficientes para desestabilizar a vítima e roubar-lhe a energia. Não dê campo para agressividade, procure manter a calma e corte laços com este vampiro.
Agora que você já conhece como agem os Vampiros de Energia, terá meios para evitá-los. Mas não esqueça de verificar se você, sem querer, não é um deles...

23 comentários:

angela disse...

Marcelo
Já encontrei todos..rs e já tive meus momentos vampiros, varios tipos.
Legal o texto ajuda a evita-los por dentro e de fora.
beijos

Fabiano Mayrink disse...

Obrigado Marcelo por suas palavras...

Verdade conheço algumas pessoas assim, e tambem temos que nos policiar que isso nao aconteça em nos proprios, abraços!

Tainá disse...

A gente logo sente quando alguém não nos faz bem, e tem que sempre ter o cuidado de não fazer isso pros outros... graças ao post ficou bem mais claro de que maneiras isso pode acontecer e ser evitado! Muito bom.

@lgo Sobre... disse...

Uau!!! Seu blog está maravilhoso!!! fazia muito tempo que eu não vinha... adorei seus posts, ótimos como sempre!!! Adorei a mandala da criatividade!!!
Abraços...

Paula disse...

Marcelo, pôxa, como é verdadeiro tudo isso... E olha, tem uns que são dois tipos juntos (as vezes até três!), que é pra roubar quase que a nossa alma inteira!!
A minha postura, quando encontro e não posso evitar essas pessoas que ainda não sabem o que fazem, é fazer "cara de paisagem", estou presente por educação e respeito, mas minha mente está viajando...É uma defesa que funciona! E ao mesmo tempo, nunca esquecer de pedir ajuda aos mentores e protetores, pois sozinhos nada somos.
Beijos! Tai-dô!

Rafael Fernandes disse...

Outro dia conversei sobre esse tipo de Vampirismo! heheh.. e é muita evrdade mesmo!!! é isso tudo mesmo!!! abraços!!!

JR disse...

Sabe Marcelo ,adorei tua postagem ,mas o que mais eu gostei mesmo,foi ver o reconhecimento em cada comentário, da possibilidade que todos temos de tmb ser um vampiro em situação igual.
Na verdade o grande objetivo da nossa vida é reconhecer no outro uma fraqueza ,muitas vezes contida em nós e ao encontro destas mazelas ,ainda pertencentes a esta humanidade remanescente ,precisamos vigiar-nos cada vez mais ,para não agirmos igual.
Eu acredito muito mais na força doadora do sentimento maior do AMOR que a tudo vence ,permitindo-nos acertar cada vez mais ,através do erro alheio.
Assim os defeitos do outro desaparecerão perante nossas próprias imperfeiçoes ,fazendo-nos reconhecer nestes VAMPIROS que agora ficam apenas em antigos PAPIROS, á espera da renovação.
Abraços
.

António Rosa disse...

Marcelo,

Quase de fugida, pois vou estar ausente dos computadores umas horas, não resisto a comentar este magnífico post.

Já os encontrei todos e receio que algumas vezes eu tenha sido também algum destes vampiros.

:)))

Siala ap Maeve disse...

Marcelo, já conhecia "a vampiragem energetica" mas nunca tinha encontrado uma definição de cada tipo tão precisa e certeira :D A verdade é que devemos mesmo ter cuidado pois quando nos deixamos envolver somos sugados por completo!
beijos de luz

Maria de Fátima disse...

Olá Marcelo, desconhecia que existia este tipo de vampiragem energética.Beijocas.

Shirley disse...

Interessante esse texto, Marcelo, uma coisa que eu aprendi é que as sensações que acometem quem está sofrendo um processo de vampirização pode ser cansaço repentino, sono incontrolável, aquele aperto no peito, com sensação de falta de ar, esgotamento físico e nervoso, sem causa ou razão aparente, e como todos estamos sujeitos a sermos esses vampiros há tb como sair dessa situação, qdo estando consciente disso, desejando sair dessa influencia, mudando a forma de pensar, com idéias enriquecedoras, leituras positivas e atividades q ajudam ao próximo.
Beijos

Rosan disse...

Oi Marcelo.
É certo que todos nós em algum momento já fomos vampiros de alguém.
E esses tipos descritos, só no meu trabalho de convívio diário, tem vários desses, realmente com tuas explicações ficou muito mais fácilde identificar.
Vou cuidar de mim para não fazer aos outros essa vampiração que não quero que fassama mim.
bjs.

Rosi disse...

Adorei seu blog,eu como uma tipica pisciana gosto de misticismo e espiritualismo. E qto aos vampiros acho q convivo c quase todos eles durante o meu dia pois trabalho c pactes diretamente, mas sempre tento m energizar p não ser atacada...rsrsrs
abs

JotaSP disse...

Marcelo,

Deixar apenas um abraço e pouco para dizer que o teu talento é cativante!

Este meu abraço assim «««

Livinha disse...

Ô meu amigo, que postagem batuta, nossa eu simplesmente adorei. Somos disso tudo um pouco não por maldade, mas que faz parte das energias negativas, quando deixamos nossas portas até mesmo entre-abertas, por um deslize qualquer. Deparamos com isto a todo instante porque confidenciamos com o negativo muitas vezes nas afinidades incutidas em nossas entranhas... Não existe um culpado, todos somos das nossas raízes embaraçadas...
Atentemos para os sinais de alerta, que nos chegam nas horas despertas para adquirirmos o alimento salutar. Estejamos apostos Celito, a vida ensina, estamos todos no mesmo barco e é necessario que nos policiemos. Contudo, ensejemos a paz em nosso planeta, orando, comungando do mesmo santo nome, socorramos aqueles que ainda se neguem ao reconhecimento do si mesmo, compreendendo e trabalhando em favor deles... Somos irmãos todos nesta vida e precisamos auxiliar, sermos solidários, afinal há em nós muitos "Qs" ainda necessitados de reparos e quando nos direcionamos a alguém, imagine o quanto recebemos adentrando a flexibilidade de nosso proprio reconhecimento das falhas que temos...
Olha, que Deus o abençoe, pela linda contribuição de fornecimento e apoio ainda para nós que somos eternos aprendizes...
Muito paz e bençãos em teu primoroso recanto...
Grde beijo
Livinh@__

Fotos da Gopi disse...

Oi Dalla

eu sou a Graciana, lembra de nós na Sapientum? Fizemos alguns cursos com a Dra. Tania. Inclusive comecei e a estudar astrologia lá naquele curso mensal, que tinha. Dai fui me aprofundar mais e acabei me torandoasttrolog também
Adorei seu blog. Fiquei contente d te encontrar fazendo tanta coisa legal.
Agora estou fazendo a faculdade de filosofia também. Estou adorando, e pelo visto,todos os caminhos levam para Platão.... heheheh
beijo no seu grandioso coração!

marcelo dalla disse...

Olá meu queridos!!!!! Fiquei o dia todo fora e nao pude responder um a um os comentários, como gosto de fazer.
Novos amigos chegam a cada dia e isso é maravilhoso! Espero q voltem sempre. Sinto a vibração de AMOR em cada comentário...

Graciana, claro q me lembro!!!!! Surpresa boa! Pelo visto aquele curso de astrologia rendeu muito pra gente né? A Sapientum foi realmente especial pra todos nós. Muito aprendizado, muita luz... coisas assim a gente nunca esquece.
Bjos querida, volte sempre.
bjos e abraços a todos!!!!!!!!!!!!!!

railer disse...

conheço gente assim. é terrível.

railer disse...

conheço gente assim. é terrível.

Maria Izabel Viégas disse...

Marcelo, já conhecia este texto. Claro que é uma bendito alerta para os desavisados. mas, funciona mais na vida cotidiana. realmente em se falr em vampiros que nos sugam ou , num contraverso, se o formos :( , essas energias negativas não se resolvem num simples dar as costas, não deixar falar o "vampiro", principalmente falando em Metafísica e, ao trabalharmos com Obsessões e desobssessões as energias maléficas nos prejudiacm e muito mais do que pensamos.
não existe conselhos assim.
Tenho exemplos de pessoas que são seriamente atacadas" energitacamente. tem gente que acha que acender um incenso afasta. sim, e eles voltam piores.Amuletos, enfim...
A magia do pensamento é poderosa.Temos que ter até cuidado com o "pensar contrário" ou "deixar prá lá".
Este assunto: magnetismo, esta vampirização espiritual, é amplo.Nem penso em falar sobre , e é sério demais.
O que devemos manter e isso, sim, nos faz uma capa protetora é: manter puro o coração. Não entrar no tônus espiritual do outro. E sempre manter o pensamento de que : O SSenhor é meu pastor, nada me falatrá...Posso caminhar no Vale das sombras e nada me atigirá...pois o senhor stá comigo!

Só ao achar que o mal tem poder, já damos poder a ele.
Querido, desculpa-me a "falação", mas trabalho há muito com mediunidade e no próprio trabalho com TVP , há possibilidade de pessoas que são acompanhadas há muito sem o perceberem. Dra Edith Fiorem relata nos seus livros, um trabalho excelente sobre , em TVP.
Como diz um amigo: Nunca dê poder ao " capiroto" pois ele se cria" Creia em si mesmo. Exemplo; Pessoas elemento água, suscetíveis in extremis, sentem energias serem sugadas...protejam-se com aquilo que sua intuição, sua sensibilidade, sua própria essência lhes intue!Usem seus próprios poderes.sejam fortes!
Beijos neste lindo coração!

marcelo dalla disse...

Maravilhoso comentário Izabel! Orai e vigiai. Nest post nem falo dos desencarnados, mas tb trabalho com mediunidade e sem bem como é.
Disseste muito bem: manter puro o coração. Cuidar para elevar o padrão vibratório.
É por isso que terapias vibracionais (reiki, florais, meditação, mantras, visualizações, etc) nos ajudam muito.

Aliás é disso que se trata no post: estramos conectados com a Fonte ou não.

grande bjo no seu coração, q tb é lindo!

Cris Larsen disse...

Estou indignada, e sem direito a resposta. Se alguem nao esta a fim de pensar, nao me acuse de vampirismo. Ao pensar, seres humanos sao levados a reconstruirem seus castelos, pois tudo passa so o Amor de Cristo fica, e o amor cultivado.
Por favor, me diga "Essa Cristiane Larsen precisa voltar para o blog do esgoto, o mesmo aceita esse tipo de ataque impune ok." , por que vc escreveu isto, no link http://www.piramides-store.co.cc/energia-de/tipos-de-energia.htm?

marcelo dalla disse...

Cristiane, não faço a mínima idéia do que vc tá falando. Visitei o link que me indicou e não vi nada meu lá.
Nunca diria essas palavras a respeito de ninguém e concordo com vc: tudo passa so o Amor cultivado fica.
Sejamos felizes!
bjo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...