quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

HISTÓRIAS DE AMOR


Marilene sempre foi grande devota de Santo Antônio. Na sala de sua casa havia um altar especial, com lugar de destaque pra imagem do santo casamenteiro. Mesmo com toda essa devoção, Marilene não tinha sorte no amor. Depois de Rômulo, um rapaz que preferia beber com os amigos a namorar, Marilene perdeu a paciência e colocou Santo Antônio no freezer, de castigo. - Só sai daí quando me arrumar um noivo decente!

De tempos em tempos Marilene conversava com Santo Antônio pela frestinha da porta do freezer. Perguntava: - E então? Quer mesmo continuar aí nesse frio ou vai dar um jeito na situação?

Alguns meses se passaram, até que Marilene conheceu Ronaldo, um moço simpático, educado, de boa índole, que se revelou apaixonado e disposto a se casar. Por garantia, Santo Antônio só voltou ao seu lugar de destaque no altar da sala após a lua-de-mel. O casamento vai bem, obrigado. Até hoje Marilene pede perdão e oferece flores semanalmente ao Santo.

3 comentários:

Eveline disse...

Oi Marcelo, tudo bem?
Eu sou devota de Santo Antonio, está comigo aqui no escritório e na minha casa.
Por sorte, nunca precisei congelar meu Santo, mas achei muito engraçada a ideia que ela teve, e o melhor deu certo, hehehe.
Um ótimo dia.
Beijos

MARCELO DALLA disse...

Eveline: esse conto é baseado em fatos reais!!! hehehehe
Valeu, querida!
bjosssssss

William Garibaldi disse...

Eu morro de dó do Santo Sempre! rsrsrs

Se fosse ele não atendia! Iria pedir sombra e água fresca e muita comida boa pra atender... rsss ( Acho que este eu seria Baco né... rsss )

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...