segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

A LOJA DO ASTRÓLOGO - Cecília Meireles



Era astrólogo ou simples poeta?
Era o vidente do ar.
Tinha uma loja azul-cobalto,
claro céu dentro do bazar.
Teto e paredes só de estrelas:
e a lua no melhor lugar.

Sentado estava e tão sozinho
como ninguém quis mais estar.
Conversava com o céu fictício
que em redor fizera pintar.
Que respostas receberiam
as perguntas do seu olhar?

(Dentro da tarde inesquecível,
houve o céu azul num bazar,
perto da alvura da mesquita
na fresquidão de Tchar Minar.
Viu-se um homem de além do mundo:
era o vidente do ar!)

Cecília Meireles | "Poemas Escritos na Índia", 1953


Um dos poemas mais lindos que eu já li. Fotos tiradas daqui.

6 comentários:

Roberta Maia disse...

Bravoooooo...lindo, lindo...
Cecília Meireles é show!!

Beijinhos Iluminados!!
Paz e Luz!!

José María Souza Costa disse...

Lindo...muito interessante

CONVITE

Primeiro, eu vim ler o seu blogue.
Agora, estou lhe convidando a visitar o meu, e se possivel seguirmos juntos por eles. O meu blogue, é muito simples. Mas, leve e dinamico. palpitamos sobre quase tudo, diversificamos as idéias. mas, o que vale mesmo, é a amizade que fizermos.
Estarei grato, esperando VOCÊ, lá.
Abraços do
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Eu...zinha disse...

Lindo poema!!
Abraços,Eu...zinha
conversasreflexoesedesabafos.blogspot.com

MARCELO DALLA disse...

Roberta: Lindo, né? Esse poema tem tanto a ver comigo... um dia ainda vou escrever sobre isso.
bjosssss

MARCELO DALLA disse...

José Maria:
Será um prazer, já fui lá te visitar, mas depois volto com calma, pra apreciar os textos!!!
Vc tb, seja sempre bem vindo.
abraço!

MARCELO DALLA disse...

Eu... zinha
Adoro esse avatar! rsrsrs
valeu querida!
bjosssssss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...