quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O FUTURO DAS RELIGIÕES (dica de livro)

Olá queridos!
Descobri há pouco tempo os livros de Roger Bottini Paranhos e confesso que estou apaixonado. Quero ler todos! Roger é um médium que, em parceria com instrutores da Espiritualidade, divulga verdades imortais e trabalha para promover a visão espiritual do terceiro milênio. Identifico-me totalmente. Este, aliás, é um dos objetivos deste blog.

Neste livro - UNIVERSALISMO CRÍSTICO, O Futuro das Religiões (Ed. do Conhecimento) - Roger fala sobre a busca consciente da espiritualidade, em oposição à submissão religiosa atual que escraviza ao invés de libertar.

Em desdobramento espiritual, Roger visita as esferas espirituais superiores e as regiões sombrias do Astral inferior para obter a opinião dos mestres de luz e dos magos negros sobre o universalismo crístico. Conversa com os grandes mestres Ramatis, Hermes Trimegistro e Akhenaton (que posteriormente encarnou como Alla Kardec). Em uma segunda parte, narra a ação dos precursores da Nova Era para implantar na Terra a visão espiritual do terceiro milênio, com uma leveza e idealismo emocionantes.

Compartilho aqui alguns trechos do livro:

Hermes diz no prefácio: “Todo aquele que deseja ser livre e busca a verdade por suas próprias mãos, que nos siga nas próximas páginas...”

(Akhenaton diz:) "O sentimento de espiritualidade ilumina, enquanto o de religiosidade escraviza. A submissão religiosa pouco acrescenta em termos de evolução, talvez apenas freie os instintos mais animalizados. No entanto, a mente continua embotada. Ela é como uma grande bola de chumbo que aprisiona a alma, impossibilitando de alcançar vôo.

Não importa onde seja, se na igreja católica ou evangélica, no templo protestante, na casa espírita, na loja maçônica, na teosofia ou no terreiro de Umbanda, pois em todos os lugares vemos pessoas entorpecidas, colocando a sua ventura espiritual nas mão dos líderes religiosos, ao invés de segurar firme as rédeas de seus próprios destinos.

Nas minhas obras na personalidade de Allan Kardec eu não defini o Espiritismo como religião, mas sim como uma ciência positivista, cujo objetivo era estudar as manifestações dos espíritos e as relações entre o mundo espiritual e o material, de forma prática e racional. Quando me referi ao Espiritismo como caminho para o avanço na compreensão espiritual, falava da busca pela verdade espiritual através de sucessivos estudos e não sobre o dogmatismo de mais uma religião.

No Brasil, o nome Espiritismo foi utilizado para identificar uma nova crença religiosa, e alguns adeptos mais entusiasmados chegaram a afirmar que o Espiritismo não era mais uma religião, mas sim "a religião". Segundo eles, o Espiritismo seria o próprio "consolador prometido por Jesus", mas nós sabemos que o consolador prometido é a comunicabilidade dos espíritos, e não a religião espírita em si".

Que fique bem claro: Sim, acredito na reencarnação do espírito e na lei do carma, pois sem estes princípios não existe justiça divina. Acredito que o caminho é a busca incessante pela sabedoria espiritual, através do autoconhecimento e da expansão da consciência. Mas não vou ficar aqui discutindo com quem discorda, porque não quero provar nada pra ninguém. Esta é minha verdade e pode não ser a sua. Cada um que busque por si.

Para finalizar, deixo um vídeo no qual Roger divulga os princípios básicos do Universalismo Crístico. Desligue o som do blog na coluna da direita pra assisti-lo.


Está na hora de despertarmos. Sejamos felizes!!!

3 comentários:

António Rosa disse...

Querido Marcelo,

Fui lendo, lendo, lendo... e a ficar feliz, pois são ideias que me são muito queridas há muitos e muitos anos. Parabéns pelo post e pela divulgação do assunto. Lindo, mesmo lindo.

Poucos de nós conseguimos parar uns momentos e pensarmos na palavra «Deus» e no sentido divino que em nós inculca. Sabendo todos nós qual foi a nossa origem biológica, de quem descendemos desde há milhões de anos, é espantoso que só à pouco tempo (uns 12 mil anos) é que o ser humano o «conceito» de «Deus» e do «divino». Em meu entender é a maior invenção do ser humano. É o ponto sem retorno às nossas origens ancestrais. É o que nos separa entre aqueles que têm almas grupais e os que têm alma individual (reencarnação, claro).

Tudo o resto foi simplesmente o processo evolutivo da humanidade até ao ponto em que chegámos.

Agora temos que fazer o resto... até chegarmos ao ponto indicado pelo autor desses livros. Será uma longa caminhada.

Marcelo, não ligue a essas críticas. É perda de energia positiva. Continue na sua caminhada, que vai muito bem.

Seja Feliz!

Grande abraço

António

MARCELO DALLA disse...

Antonio!!!!
Que prazer ler seu comentário!!!
Vc tem toda razão, apaguei a parte que falava das críticas, não vamos dar energia a elas. Já estamos melhorando e caminhamos a passos largos... há 500 anos atrás éramos queimados na fogueira por defender essas idéias... rsrsrs
Agora ninguém nos cala!!! :)))
abraço

Fabio pcrpe disse...

Olá. Parab;ens pelo post. Eu li esse livro e a poucos descobri este autor ja li quase todos os livros de roger, o tema é apaixonante e acontece uma revolucão interior na gente né ... eu fiz esse post http://pcrpes.blogspot.com.br/2014/07/reflexao.html sobre o assunto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...