sábado, 9 de abril de 2011

OS FIOS DE NOSSAS VIDAS por Sônia Weil


Olá amigos!
Compartilho um excelente artigo da amiga Sônia Weil, publicado originariamente no STUM (aqui). Ela fala dos cordões energéticos que nos ligam às pessoas de nossa convivência. Importantíssima a consciência dessa conexão. Numa clínica terapêutica que freqüentava há anos atrás, havia uma técnica especial para o corte desses cordões que muitas vezes ficam desgastados, criando fortes ligações cármicas. Vamos ao texto:

"Toda vez que amamos uma pessoa lançamos, por assim dizer, um fio de nossa energia sobre ela, o que cria uma conexão viva entre os dois campos vibratórios, mesmo à distância. Dessa forma, sentimos quando ela não está bem ou quando pensa em nós intensamente.

Projetamos esse fio de conexão também sobre os amigos, as pessoas que gostamos ou os projetos que temos Toda vez que nos identificamos com alguém ou alguma coisa, lançamos nela uma parte de nossa energia, criando o vínculo.

Da mesma forma, quando odiamos alguém ou temos medo de algo, também nos ligamos energeticamente, mesmo sem querer. Muitas vezes ouvimos falar de pessoas que durante anos e anos ficaram presas entre si pelo ódio, sempre realimentado, sem conseguir seguir adiante em sua vida.

As situações mal resolvidas no passado formam muitas vezes uma rede de fios que carregamos nas costas (à imagem dos cães que arrastam na neve os trenós nos países gelados). Continuamos arrastando as lembranças e culpas pela vida afora - e empenhando tanta energia nisso que pouco sobra para estarmos disponíveis para o presente. Ficamos, literalmente, amarrados ao passado.

Vivemos, assim, em meio a uma rede de fios que nos liga às pessoas, situações, ideais, medos, lembranças e esperanças. Esse vínculo pode ser muito prazeroso em certas situações, como quando amamos. Mas quando o contato termina, muitas vezes sentimos que uma parte de nós ficou com o outro. Embora estejamos nos referindo aos sonhos e expectativas, isso ocorre realmente em termos energéticos.

É necessário puxar o fio de volta, resgatar a energia que ficou projetada sobre o outro, e integrá-la novamente em si mesmo. Voltar a estar inteiro.

O perdão é uma forma de fazer isso. Ao perdoar o outro, abrimos mão de toda expectativa lançada sobre ele e com isso trazemos de volta toda a nossa energia que com ele estava. Seja sob a forma de amor, mágoa, raiva ou desejo de vingança. Ao liberar o outro, nos libertamos também.

Da mesma forma, ao resolvermos internamente alguma situação do passado - aceitando as coisas da forma como aconteceram, mesmo que não tenha sido da maneira como esperávamos - recebemos de volta a energia lá investida e que até aí estava paralisada.

Ao fazer isso, fecha-se a brecha, e nos tornamos mais completos novamente. O que o outro faz não nos afeta mais. O que aconteceu é passado. Nos tornamos mais atentos ao presente. E, principalmente, mais disponíveis para a vida."
Sônia Weil

Sugiro uma bela vivência meditativa: visualizar o corte desses fios em relação às pessoas das quais queremos nos distanciar. Com muito amor, ao mesmo tempo em que praticamos as afirmações do ho'oponopono
- Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato. 
E acrescento mais uma afirmação: - Sigo em frente!

Sejamos felizes!!!

22 comentários:

Daniella disse...

Belos conselhos!! Bom fim de semana pra vc!

Anônimo disse...

Muito bom,mas o coraçaõ fica apertadinho ao dizermos adeus,quando ainda sentimos o pulsar no peito...

Chris T disse...

Nossa, parece que foi realmente no momento em que eu precisava!

Andréa Destefani disse...

Ah meu querido ,como são importantes estes fios....Quero tornar público meu agradecimento ao Divino que tornou possível minha ligação com você e tantos outros amigos que levam conhecimento com amor por este rede extensa que é nossa vida.Um axé bem grande pra ti!

MARCELO DALLA disse...

Daniella: fico feliz que gostou, seja sempre bem vinda!!! Bom fim de semana pra vc tb!!!
bjosss

MARCELO DALLA disse...

Anônimo: o processo consiste justamente em curar esse coração apertadinho.

MARCELO DALLA disse...

Chris T: Que bom!!!!!Isso se chama SINCRONICIDADE.
Bjossssssss

MARCELO DALLA disse...

Andrea querida: que prazer ler seu coment!!! Tb quero agradecer por te te conhecido e por toda essa rede de amor.
Outro Axé bem grande pra vc!!!

Helô disse...

Recuperando energias deixadas pelo caminho...LUZ e PAZ Agradecendo Helô

MARCELO DALLA disse...

Helô: isso mesmo, vamos q vamos!!!
LUZ e PAZ
bjos

Tetê_al disse...

Muito bom o texto, ótima reflexão. Para auxiliar no processo de desamarras, indico o floral Gravatá do sistema Filhas de Gaia, uma ferramenta muito eficaz.
Beijo e ótimo final de semana

Fatima disse...

Ótimo texto Mrcelo!
Tanto para aprender não é mesmo?!!!!
Bjs.

Cristiane disse...

Não por acaso a vida me trouxe a conhecer esse blog. Quero deixar aqui minha gratidão por isso ter acontecido. Desde então todos os dias passo por aqui e sempre encontro algo positivo e enriquecedor pra minha vida!
Um grande abraço.

Astrid Annabelle disse...

Muito importante este post Marcelo!
E o remédio realmente é o perdão.
Lembrando que quando ficamos impressionados com um fato desagradável, catastrófico ou à assuntos similares aos que andam ocorrendo mundo afora nesses tempos o mesmo ocorre..ficamos atados ao que nos impressiona e atraímos o que não gostamos para a nossa vida. Criamos verdadeiras avenidas energéticas!
Vigiar os pensamentos e os sentimentos é IMPORTANTÍSSIMO. E a lei do perdão é definitivamente a solução.
Vou partilhar com toda a certeza!
A música continua encantando...
Beijos grandes agradecidos.
Astrid Annabelle

Silvia Astróloga disse...

Muito bom, no Feng Shui também é muito enfatizado que a vida só segue em frente quando nos desfazemos dos nós do passado.
Nem sempre é fácil, mas no tempo devido, o perdão e o desapego chegam.
Beijos e muita Luz.

Ana disse...

Também gostei muito...
Adorei !
Vou compartilhar...muitos beijos

Ana disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Isis disse...

Gosto muito de vir aquí porque sempre saio com um exercício pra pôr em prática quando tenho dificuldade com alguma coisa.
Fiz a algum tempo atrás um post falando sobre a minha dificuldade de perdoar. Falei muito nesses fios que nos prendem,que sugam nossas energias,que poderiam estar sendo gastas com novos amores, com nossa prosperidade e nossa alegria.
Enfim... é isso.
Pra variar, amei o seu post.
Bjo grande e muita prosperidade pra vc....

Anônimo disse...

Muito bom esse texto, e realmente só depois que aprendemos a perdoar percebemos o quanto a nossa vida muda e tudo passa a ficar mais facil, mais simples!!!
Digo por experiencia propria.
Abçs

Paula disse...

Não foi à toa que o Mestre dos Mestres disse que o perdão liberta...

Agora uma pergunta... O que o gato está fazendo em cima do piano, hein?

bjs

Carlos disse...

Olá lindo seu blog, adorei as postagens ! Maravilhoso !
Vou segui-lo !
Me faça uma visitinha também, e venha conhecer meu trabalho,e deixe sua opinião.
Se gostar do meu trabalho e quiser me ajudar fazendo uma postagem com algum brinco irei adorar.
Sua presença é será sempre bem vinda !
Um Grande Abraço !
Carlos J Oliver, designer de Jóias
http://evolutionjoias.blogspot.com

Rafaela Andrade disse...

Oi Marcelo, td bem? Vim aqui hoje procurar algo sobre sincronicidade e encontrei esse texto falando dos fios, muito interessante e verdadeiro.
Esses fios nos fortalecem e nos prendem se não soubermos larga´-los, eu tenho uma amiga que sempre faz uma oração exatamente com essas palavras " Sinto muito, me perdoe, te amo e sou grato" mas ela ainda acrescenta: Eu te perdoo"

Um beijo e boa semana!
Rafaela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...