sábado, 3 de julho de 2010

Trecho do livro "TERAPIA DE VIDAS PASSADAS"


Olá, amigos!
Compartilho o trecho interessante de um livro que li, ilustra sobre importantes curas que acontecem em regressões a vidas passadas. Quando compreendemos as causas de algumas doenças ligadas à memória da alma e perdoamos com amor e compaixão, a cura acontece. Essas regressões podem acontecer de muitas formas. Com terapeutas especializados, xamãs, meditações. O objetivo dessa postagem não é explicar como isso acontece (pra isso vale ler o livro), nem indicar profissionais. É apenas ilustrar e exemplificar com um caso, para ajudar na compreensão sobre carma, reencarnação. Vamos ao trecho do livro:

“As causas de vidas passadas para doença da vida atual às vezes são impressionantes. Uma senhora de idade sofrera de asma durante toda a vida. Quando chegou para a regressão, trouxe não apenas seu inalador, mas também um amigo perito em técnicas de ressuscitação que a revivera em mais de uma ocasião. Durante nossa experiência, contudo, nenhum dos dois foram necessários.

Ela foi conduzida de volta no tempo até se encontrar na Idade Média no papel de uma espécie de intermediário que recebia os relatos de espiões e informantes e passava adiante aos caçadores de bruxas. Era algo em que ela se envolvera de modo que não podia mais se livrar. Ela descreveu a si mesma como homem solitário e insignificante, que se sentia sufocado pelo que fazia mas não encontrava um modo de escapar. Se tentasse sair ou proteger as pessoas, seria mandado a julgamento pelos seus empregadores, que concluiriam que fora enfeitiçado. Ele quis se suicidar, mas esse era um pecado mortal e ele temia as conseqüências do gesto.

Finalmente, a carga tornou-se grande demais para suportar. Ele montou num cavalo e fugiu sem se preocupar com o que pudesse acontecer. Foi seguido e ferido por uma espada, que fez com que caísse do cavalo. O cavalo então rolou sobre ele, esmagando seu peito. Ele morreu literalmente incapaz de respirar e sufocando até a morte de uma maneira angustiante, que lembrava um ataque de asma.

Ao reviver a situação, a senhora idosa experimentou os sintomas com realismo. Ela engasgou e se esforçou para respirar, produzindo os mais horríveis gemidos. No entanto, como estava revivendo aquela vida e permanecia consciente das ligações com o presente, ela me garantia de tempos em tempos que tudo estava bem com ela. Aquele não era um ataque de asma. Sabendo que ela precisava passar por aquilo, eu a encorajei a permanecer com ele enquanto passava pela morte e ia para o estado entre vidas. Lá, o trauma desapareceu. A respiração se acalmou, quase a ponto de ficar imperceptível. Nós eliminamos os resíduos daquela vida para curar o presente.

Quando ela retornou da regressão, estava compadecida de si mesma por ter sido o que fora, dizendo que não tivera escolha. (...) Reconheceu que sua asma era o resultado direto tanto da sensação de sufocação e culpa que sentia então quanto da sensação física de sua morte. Aquilo ficara marcado de tal modo que se refletira no corpo atual, que continuou “sufocando até a morte”. Sua compaixão e o perdão a si mesma curaram a causa original. Depois da regressão, seus ataques de asma terminaram”.

Trecho do livro “TERAPIA DE VIDAS PASSADAS”, de Judy Hall – Ed. Avatar

7 comentários:

Alexandre Ferreira Gaspar disse...

Realmente, todos carregamos nesta vida traumas do passado, ou seria mais certo dizer, dos passados mais remotos?

Amei o post, faz anos que li este livro mas não me recordo de muita coisa.

bjs. tts.

António Rosa disse...

Marcelo,

Excelente livro, muito oportuno.

Abraço.

cantinho she disse...

Sensacional! Pra variar fiquei aqui refletindo, pois tenho bronquite alérgica e asmática e já tive grandes ataques de asma inclusive parando em Hospital pra fazer nebulização, mas faz muito tempo que elas não aparecem mais, só que agora peguei uma gripe muito forte e a bronquite tá aqui querendo se manifetar com uma falta de ar muito chata e aí achei engraçado a "coincidência" de ler um post justamente sobre isso...
Beijo, beijo!
She

Maria José disse...

É, amigo. É o perispírito que preside á formação do ser, funcionando como molde, a ordenar as substâncias que vão constituir o corpo físico. É nele que se gravam, como num videoteipe, as nossas experiências, com suas imagens, sons e emoções. Isto se demonstra no processo de regressão da memória, no qual vamos descobrir, com todo o seu impacto, cenas e emoções que pareciam diluídas pelos milênios. Grande texto. Grande abraço.

marcelo dalla disse...

ALê: é verdade! O objetivbo é curá-los e assim obter um grande aprendizado.

Antônio: grato querido. É o que venho estudando agora.

She: Que boa sintonia!!! O mundo que nos cerca é oracular...

Maria José: Excelente explicação!!!

Grato pelo carinho de todos!

Ana disse...

O processo da captação, foi introduzido na clínica médica pelo Dr. Eliezer Cerqueira Mendes,meu ex. sogro (namorava o filho dele, em 1991), fiquei uns 4 anos com ele, e nesse tempo viva na casa do Eliezer.Participava de maratona de psicontrase e muitas vezes, fazia captaçao junto com outras sensitivas nas sessoes de psicotranse...Vi cada coisa amigo...Uma loucura!!!
A TPV, foi o tema principal de vários do Eliezer..se vc quiser dá uma olhada nesse site http://www.cepal.com.br/temas/capta.htm

beijossss amigo...muita luz!

Gisela disse...

Olá, Marcello! Eu acredito piamente nisso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...