sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

ATITUDES QUE DRENAM NOSSAS ENERGIAS


Olá amigos!
A internet é mesmo maravilhosa, a informação circula livre, leve e solta. Informação é LUZ! O que ocorre é que muitas vezes textos bons como este abaixo nos chegam sem o nome do autor. Eu mesmo já recebi textos meus por email sem os devidos créditos. Isso quando não copiam, colam e assinam na maior cara de pau. Mas isso é outro assunto.

Fiquem à vontade para compartilhar o texto a seguir. E se por um acaso o autor se identificar, terei imenso prazer em dar crédito ao trabalho, ok?

ATITUDES QUE DRENAM NOSSAS ENERGIAS

1. Pensamentos obsessivos:
Pensar gasta energia, todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos - mal comum ao homem ocidental - torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.Antídotos: mantras, afirmações positivas, meditação.

2. Sentimentos tóxicos:
Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energias, dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

3. Maus hábitos, falta de cuidado com o corpo:
Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

4. Fugir do presente:
As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: “bons tempos aqueles!”, costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

5. Falta de perdão:
Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica ”energeticamente obeso”, carregando fardos passados.

6. Mentira pessoal:
Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e não para sermos nós mesmos: a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7. Viver a vida do outro:
Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração.

8. Bagunça e projetos inacabados:
A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. Na medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro “escape” de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquele trabalho que não concluiu, ele lhe “diz” inconscientemente: “você não me terminou! Você não me terminou!” Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou assume que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude. O desenvolvimento do autoconhecimento, da disciplina e da terminação fará com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9. Afastamento da natureza:
A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.

27 comentários:

Mandalas Luciana Galloni disse...

Marcelooo,
Que texto maravilhoso! Uma "jóia preciosa" que atinge a todos os corações. Gostaria de compartilhar esse ensinamento no meu blog também! Compartilho com voce o fato de darmos os devidos créditos aos autores. Caso voce descubra esse autor, por gentileza, me informe para que eu possa dar meu reconhecimento e gratidão, tá?
Não foi por acaso que este texto chegou até voce. Voce é um dos mensageiros de luz mais "brilhante" que conheço....rsrs! Ass: tua fã!....ahahah

Lu Tostes disse...

Gostei muito do texto.
Muitas das "dicas" já fazem parte desse meu viver, mas percebi que preciso controlar o saudosismo... eterna bagagem dos cancerianos. rsrs :)

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Post perfeito, excelente!
Erros que cometemos diariamente, em maior ou menor grau. São coisas simples, mas "fazemos questão de esquecer" o bom cuidado conosco, a sintonia com a verdadeira Vida.
Adorei!

Astrid Annabelle disse...

Maravilhosa lembrança Marcelo!
Atenção é um estado que deve ser permanente...
Muito bom...
Olha, respondi ao desafio..pode conferir!
Um beijo muito agradecido
Astrid Annabelle

vitória disse...

Obrigada!Aqui estão enumeradas até as causas de doenças,que por vezes nos acometem... através dos tais maus pensamentos,por serem obsessivos,as perdas de tempo que degeneram em depressão....MUITO BOM!
Micah Forsado

Siala disse...

Tão bom mas mesmo bom que vou levar para o Energia Vital :)
Obrigada!
Namasté

Siala disse...

Tão bom mas mesmo bom que vou levar para o Energia Vital :)
Obrigada!
Namasté

Soraia disse...

Ótimo!

Postei isto hoje no blog!
http://setasparaoinfinito.blogspot.com/2011/01/atitudes-que-drenam-energia.html

Calvin disse...

Marcelo! Adorei o texto! Muito bom mesmo! Adoro ver esta conexão com iguais acontecendo cada dia mais na minha vida!
Comprei mês passado um livro do Deepak Chopra chamado "energia ilimitada" e estou lendo, relendo e aplicando algumas destas "dicas" que no livro são explicadas com mais detalhes (inclusive alguns exercícios)...
Adoro os seus textos, adoro abrir seu blog e deixar a sua seleção musical rolando enquanto leio outras coisas da rede... MUITO OBRIGADO!
Faz um tempo que faço "tratamentos" para depressão, tento superar aos poucos o maior entrave, O SONO SOMADO COM A FALTA DE ENERGIA. É ótimo encontrar palavras como as que você escreve ou publica aqui!

GRANDE ABRAÇO MEU!

marcelo dalla disse...

Luciana!!! Agradeço suas palavras carinhosas, fico feliz!!!!
Pode deixar que eu aviso sim, simbora compartilhar!!!!
grande bjo

marcelo dalla disse...

Lu: sei bem como é tenho a Lua em Câncer. hehehehe
bjos, volte sempre!!!

marcelo dalla disse...

Alexandre: tb adorei essas dicas!!! e adoro quando vc vem me visitar!!!
abraço, queridão!

marcelo dalla disse...

Astrid: já fui lá e amei! Fiquei encantado com a ideía do estúdio multi-mídia. Tb vou pedir isso pro Papai Noel!!! rsrsrsrs
bjossssssssss

marcelo dalla disse...

Vitória: verdade, muitas doenças começam assim. Adorei sua visita e seu coment!
bjosssss

marcelo dalla disse...

Siala: eba!!!!!!!! vou lá ver!!!
bjosssssssss

marcelo dalla disse...

Soraia: que bom!!! é a nossa rede de LUZ, compartilhando sabedoria. Vou lá ver!!!
bjosssssss

marcelo dalla disse...

Calvin: sou fã do Deepak, tô lendo dele "Cura Quântica". Esse q vc citou não conheço, quero ler tb.
Fico muito feliz com seus elogios. Aliás, vou continuar caprichando na seleção musical, podexá! hehehe
abraço

Márcia disse...

Marcelo,seu blog tem sido uma fonte inestimável de conhecimentos pra mim. Quando a cabeça não vai bem, eu já sei que é hora de arrumar os armários. Funciona que é uma beleza! O meu maior desafio é as vezes me tirar do futuro e me colocar no presente (tenho uma Lua Aquariana no ASC quadrado com o Netuno no MC - só muito sonhadora rsrs)aí tenho que chamar meu lado taurino e botar o pé no chão presente. Mas eu chego lá.Bjs

marcelo dalla disse...

Marcia: taí a vantagem de buscar o autoconhecimento, né não? Fico feliz com seu carinho, muito bom ter esse tipo de retorno.
Grande bjo e volte sempre!!!

SARA disse...

Oi Marcelo!
Já postei esse texto há um tempo no Saracotear, é mesmo excelente.
Que bom que deu certo a consulta com a Maria Lúcia.
Bjs.

Ella disse...

O seu texto é maravilhoso. Percebi que me encaixo nele, pois estou péssima. Preciso mudar muita coisa nos meus pensamentos e forma de ver a vida, mas morando com os pais que tenho, fica difícil. Estou desempregada, voltei a morar com eles e a todo momento sou humilhada por estar nessa situação.

Moro com eles, me sustentam mas não recebo ajuda para fazer um curso, para sair e me divertir.Estou há uns meses assim, sem atividades, faço entrevista e nada. Me sinto deprimida, sozinha e meus amigos não ligam mais pra mim (é como dize, perca seu dinheiro e verá seus amigos).

Muitas vezes quem mais deveria me colocar pra cima é justamente que me coloca pra baixo. Fica difícil nutrir bons pensamentos quando seus próprios pais te colocam pra baixo.

Gostaria muito de convidar-lhe para ler meu blog pois tenho colocado um pouco de desabafos. Tem poucos posts e gostaria muito de receber alguma ajuda, algum conselho, sei lá...

Obrigada !

http://blogpensamentosesentimentos.blogspot.com

Leila Brasil disse...

Muitas verdades reunidas no texto. Muito bom!

William Garibaldi disse...

Este texto é maravilhoso, me lembra um livro chamado Os 4 Compromissos!

Muito lindo Marcelo!

Então , vim dizer que já respondi ao desafio!
Vai lá conferir!

Abração!

Arte da Tribo Produções disse...

Texto perfeito e muito útil!!!

Parar pra refletir... essa é a palavra de ordem ao ler suas palavras. Imprimi aqui para ler e reler sempre!!!

Um grande abraço.

Marcio Hoffmann
Arte da Tribo Produções

cristinasiqueira disse...

Sempre ético e generoso.

vc é lindo!

saudade,

Cris

Ella disse...

Olá, Marcelo,

em primeiro lugar, muito obrigada por ir no meu blog. Fico feliz por receber resposta !

Eu li tudinho o que você escreveu...mas chegou um ponto que me deixou confusa porque está indo ao contrário do mandamento 6 desse seu post(o que fala sobre mentira pessoal).

Aqui no seu post você diz que mentir é ruim, e que para sustentarmos uma mentira nossa energia é gasta e quando somos nós mesmo, a vida flui, tudo acontece com pouquíssimo esforço. No entanto, você me aconselhou a mentir sobre minha vida atual.

Tem uma parte que devo me comportar como rica, me sentir rica (até ai tudo bem mas como faço isso ?); diz que devo evitar passar uma imagem de vítima (ok, isso eu nunca faço porque não saio comentando meus problemas com ninguém, sempre fui assim, discreta),agora,na última parte você diz que eu devo fingir que estou bem, nem que eu tenha que atuar, porque assim coloco nas pessoas a ideia de sucesso, etc.

Olha, não sou uma pessoa que consegue fingir que estou bem quando estou triste, mal, chateada... por isso mesmo eu me afasto das pessoas porque não consigo "atuar". E dai, eu te pergunto, como eu faço isso ?

E outra coisa, se mentindo eu acabo gastando minha energia (como fora dito no número 6 do seu post) então, o que é melhor ? Fingir que estou bem ou me afastar das pessoas porque ando triste com meu desemprego?

Obrigada !

Alessandra Bourdot disse...

Oi Marcelo,

Entrei pra ler um post e acabei ficando, rs... Muito bom, muito bom! Gostei dessa editoria "geminiana" de postar astrologia, citações, reflexões...

Você não está no twitter? Não achei aqui...

Quando quiser me visitar também, venha.

Parabéns pelo blog. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...